RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Gravitas (Furyon)

Gravitas (Furyon)
(2012, Frontiers)

Os britânicos sempre tiveram aquela mania de tentar encontra a next big thing (como se isso se encontrasse assim em qualquer lugar e surgisse assim do nada). Então se a proposta fosse das terras de Sua Majestade, ainda melhor! Por isso escribas de revistas como Terrorizer, Metal Hammer ou Kerrang não se cansaram de tecer rasgados elogios aos Furyon. Um EP autopromovido e uma tournée britânica sistematicamente esgotada faziam antever que, na realidade, estava em preparação algo de verdadeiramente grandioso. O seu álbum de estreia finalmente chegou, Gravitas de seu nome, e rapidamente chegou a outros ouvidos, nomeadamente da influente Frontiers que acabou por assinar com a banda. A questão que se coloca é: serão este Furyon assim algo de tão transcendental? Bem, a resposta será sim e não. De facto, Gravitas é um excelente disco de estreia. A forma como a banda cruza heavy metal tradicional, hard rock e até prog é bastante interessante. Guiados por uma dupla de guitarristas de elevado calibre técnico e por um vocalista com caráter, presença, feeling e versatilidade, a banda de Brighton criam um som próprio e muito atual, que varia desde temas radio friendly até momentos bem mais pesados, mas sempre com uma vincada dose de melodia e bem preenchida de atributos técnicos de realce. Todavia, este Gravitas parece-nos, ainda, um trabalho pouco consistente na medida em que a banda não consegue manter o mesmo nível de genialidade ao longo de todo o disco. Claramente, os temas mais longos (Souvenirs, New Way Of Living, Fear Alone, Wasted On You e Desert Suicide) são os melhores e é neles que a banda encontra espaço suficiente para debitar toda a sua capacidade criativa e técnica. Por outro lado, os temas mais curtos são mais diretos e, simultaneamente mais banais. E ainda por cima, a editora italiana resolveu adicionar dois temas bónus que mais não são que versões acústicas dos temas Voodoo Me e Souvenirs que não só não adiantam nada como prolongam, desnecessariamente, o disco para cima da hora de duração. E quem tem tempo, hoje em dia, para ouvir um disco tão comprido?

Tracklist:
1.      Disappear Again
2.      Stand Like Stone
3.      Souvenirs
4.      Don't Follow
5.      New Way of Living
6.      Voodoo Me
7.      Fear Alone
8.      Wasted on You
9.      Our Peace Someday
10.  Desert Suicide
11.  Voodoo Me (acústica - bónus)
12.  Souvenirs (acústica - bónus)

Line-up:
Matt Mitchell - vocais
Chris Green - guitarras
Pat Heath - guitarras
Alex "Nickel" Bowen - baixo
Lee Farmery – bateria
 
Internet:
 

Comentários