sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Review: Banks Of Eden (The Flower Kings)

Banks Of Eden (The Flower Kings)
(2012, InsideOut)

Os veteranos reis do prog rock sueco (ou deveríamos dizer europeu?) estão de regresso com um mais um trabalho, Banks Of Eden que surpreende pela longa abertura, um tema de mais de vinte e cinco minutos, chamado Numbers. Depois, a edição normal é composta por mais quatro temas curtos (a rondar os sete minutos). A edição especial (à qual não tivemos acesso) tem um segundo CD com um conjunto de mais 4 temas bónus. Este novo trabalho marca o regresso da banda depois de um silêncio de cinco anos e apresenta todos os predicados que fizeram dos The Flower Kings a banda que são. Rock progressivo da melhor qualidade, servido por executantes de fino recorte técnico, que visita de forma completamente natural e espontânea o rock, o metal, o jazz, o blues. No fundo, música de enorme qualidade que merece ser absorvida, descoberta, explorada. Rock progressivo na sua verdadeira essência, livre, sem barreiras nem limites à criatividade. E muitas mais palavras são desnecessárias, porque Banks Of Eden é um álbum brilhante, a roçar a perfeição, mostrando um Roine Stolt e seus pares num fantástico momento de forma criativo. Obrigatório!

Tracklist:
1.  Numbers
2.  For The Love Of Gold
3.  Pandemonium
4.  For Those About To Drown
5.  Rising The Imperial
6.  Fireghosts (Bonus Track)
7.  Going Up (Bonus Track)
8.  Illuminati (Bonus Track)
9.  Lo Lines (Bonus Track)

Line-up:
Roine Stolt - guitarras, vocais, teclados e baixo
Hasse Fröberg – vocais e guitarras 
Tomas Bodin - teclados 
Jonas Reingold - baixo 
Felix Lehrmann - bateria

Internet:
 
Edição: InsideOut

Sem comentários: