RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Tear Down These Walls (Stone Slaves)

Tear Down These Walls (Stone Slaves)
(2012, Independente)
 
Mais uma banda alentejana a estrear-se em andanças discográficas: Stone Slaves. O trabalho chama-se Tear Down These Walls e regista o que a banda tem vindo a fazer desde 2007, ano da sua fundação. Naturalmente algo de bom se atendermos às inúmeras vitórias alcançadas em diversos concursos. Os Stone Slaves são muito influenciados pelo grunge e pelo hard rock dos anos 90, por isso estas sonoridades estão particularmente presentes na sua estreia, com destaque para as guitarras muito musculadas (momentaneamente diluídas em momentos acústicos) e uma secção rítmica deveras dinâmica e diversificada. Só que essa sonoridade tem a particularidade de ser apresentada num embrulho mais contemporâneo, não seguindo a tendência retro que tem sido frequente nos últimos tempos. E isso reflete-se, por exemplo, no não receio da banda arriscar entrar por outros campos ou introduzir alguns elementos mais afastados dos trâmites normais para estes subgéneros. Como por exemplo citamos a agressividade vocal que surge espalhada por alguns temas do álbum e que atinge o seu ponto máximo no poderoso (e também ele instrumentalmente agressivo) final com The End Is Now. Algumas reminiscências de umas linhas hardcore, diríamos nós. No entanto, apesar de Tear Down These Walls se situar numa bitola claramente positiva, parece-nos ser um álbum algo heterogéneo, atingindo alguns momentos verdadeiramente brilhantes (o tema-título, Right Here, In Fragments Of Seconds ou Stop The Anger) mas não o conseguindo noutros temas. Ainda assim, margem de progressão não falta aos Stone Slaves e Tear Down These Walls merece, pelo menos, a vossa atenção.
 
Tracklist:
1.      Break The Chains
2.      Tear Down These Walls
3.      Right Here
4.      My Revolution
5.      Let Me Start Again
6.      Too Weak To Win
7.      Simple Truth
8.      In Fragments Of Seconds
9.      Stop The Anger
10.  Perfect Fantasy
11.  The End Is Now
 
Line-up:
Jaime Romano – vocais e guitarras
Nuno Romano – bateria
Carlos Branco – baixo
Freak – guitarra
 
Internet:

Comentários