domingo, 2 de setembro de 2012

Review: Killing Tale (The Godspeed Society)

Killing Tale (The Godspeed Society)
(2012, Raging Planet/Raising Legends)
 
Definitivamente a música portuguesa precisava de um projeto assim! Os The Godspeed Society estreiam-se com Killing Tale, um disco de 15 temas que é muito mais que música. Todo o álbum conta uma história (que aliás está registada em livro que acompanha o próprio CD) de uma jovem mulher assassinada pelo seu amante. A ação desenrola-se em Bloody City e tem como protagonistas os próprios elementos do coletivo. Sem dúvida, uma fantástica ideia, soberbamente concebida e superiormente colocada em prática. Musicalmente, Killing Tale cruza riffs poderosos de guitarras com a voz sensual e quente de Baby (Sílvia Guerreiro) sendo adicionada por deliciosos apontamentos de acordeão e instrumentos de sopro que tanto nos transportam para os cabarets parisienses como para uma Nova Orleans sensual e noturna. A toada rockeira/metálica cruzada com o jazz e com o blues e até com alguns elementos operáticos e teatrais são a grande mais-valia deste álbum, um trabalho que tem a magia de nunca se esconder por trás de nenhum género e ir dançando entre todos eles. De Diablo Swing Orchestra a Madredeus com passagem pelos musicais de Andrew Lloyd Webber, tudo parece caber dentro dos The Godspeed Society. Por isso a audição de Killing Tale revela-se como uma fantástica viagem de musicalidade e qualidade indiscutíveis onde não é possível destacar nenhum tema, pois todos eles têm uma personalidade e individualidade única e irrepetível. Killing Tale é também um verdadeiro desafio ao prazer. Um disco de uma sensualidade única e capaz de provocar emoções também elas únicas. Um conjunto de temas que tocam, que criam arrepios, que fazem vibrar! Killing Tale é tudo isto e muito mais. É, seguramente, um dos melhores discos da história da música nacional. Aquisição obrigatória, meus amigos!
 
Tracklist:
1.      Dark River
2.      Jack
3.      Till Death
4.      Father Mac
5.      Red Stain
6.      Cat’s Walk
7.      The Pursuit
8.      Yours
9.      Cauchemar
10.  Grand Finale
11.  Johnny
12.  Scamp
13.  Rose Lithium
14.  Perfect Crime
15.  Bloody City
 
Line-up:
Baby – Sílvia Guerreiro – vozes
No Face – Luís Filipe Inácio – baixo
Jack – Manuel Silva – guitarras, piano, teclados
Father Mac – Rolando Amaral – guitarras
Louie – Pedro Calhas – bateria
Peggy – Ana Sofia Campeã – acordeão
Mr. Whistler – Gustavo Teixeira – saxofone, clarinete, flauta
 
Internet:
 
Edição:
 

Sem comentários: