sábado, 20 de abril de 2013

Review: Bach Con Fuoco (Molllust)

Bach Con Fuoco (Molllust)
(2013, Independente)
(4.8/6)
 
Autodenominados praticantes de opera metal, os germânicos Molllust surpreenderam com o trabalho Schuld do ano passado. Claro que a ligação entre o metal e o clássico não é de agora, nem sequer o recurso a temas clássicos para metalizar. Bach é um caso singular dentro da música barroca pelo seu recurso ao trítono o que provavelmente fará dele também o mais extremo e vanguardista dos compositores clássicos. Os Molllust também gostam de arriscar e de andar à frente e com a vitória no festival Bachspiele de 2012 com estes temas apostaram agora na sua edição. Trata-se de um conjunto de temas que o coletivo buscou na memória mas onde não se limita a por bateria e guitarra elétrica por cima das melodias clássicas. Há por ali muito trabalho de composição e arranjos. A base de trabalho de Bach Con Fuoco é a A Paixão Segundo São Mateus, um oratório de Bach. Dois dos quatro temas deste EP são dessa obra-prima da música sacra. Em termos sonoros, com exceção de Aus Liebe will mein Heiland sterben aus: Mattäus-Passion, BWV 244, os instrumentos clássicos tem papel preponderante sendo principalmente de destacar a espetacularidade do desempenho de Janika Groβ, verdadeiramente arrepiante, num portento de técnica apuradíssima e sentimento. No referido tema os instrumentos rockeiros surgem mais agressivos e com muito mais espaço para brilhar. O momento mais alto surge em Ave nach: Ave Maria, Meditation über das Präludium Nr.1 in C-dur, BWV 846, uma versão da Meditação do compositor francês Charles Gounod baseada no Prelúdio Nº 1 em Dó Maior de Bach. Inicialmente apenas Janika acompanhada de forma suave pelo piano e instrumentos acústicos com posterior evolução, em crescendo, com introdução de riffs da guitarra elétrica e com o ocasional acompanhamento da bateria. Em Bach Con Fuoco, os Molllust interpretam, à sua maneira e de uma forma muito digna o legado musical de um dos maiores mestres do barroco. Interpretam com fogo. O fogo de uma paixão pela música clássica que proporcionou ao coletivo germânico uma experiência seguramente difícil mas que foi superada com classe e distinção.
 
Tracklist:
1.      Präludium in d-moll, BWV 554
2.      Blute nur, du liebes Herz aus: Mattäus-Passion, BWV 244
3.      Aus Liebe will mein Heiland sterben aus: Mattäus-Passion, BWV 244
4.      Ave nach: “Ave Maria”, Meditation über das Präludium Nr.1 in C-dur, BWV 846
 
Line-up:
Janika Groβ – vocais e piano
Frank Schumacher – guitarras, vocais
Sandrine B. – violino
Lisa H. – violoncelo
Johannes Hank – baixo
Tommaso Soru – bateria
 
Internet:

Sem comentários: