quarta-feira, 8 de maio de 2013

Review: Power To The People (Primitive Reason)

Power To The People (Primitive Reason)
(2013, Kaminari Records)
(5.1/6)
 
Nascidos em 1993 (comemoram portanto agora duas décadas de existência) os Primitive Reason assumem-se como um dos mais eclécticos e originais grupos nacionais. O seu trabalho de fusão entre o reggae, ska, funk, hip-hop, punk e hardcore é simplesmente genial e mais uma vez fica provado neste que é o sexto trabalho da banda, seis anos após o seu antecessor. Power To The People é um disco cheio de groove, com muito reggae, com grandes canções cheias de brilhantes pormenores e que se vai descobrindo lentamente. A secção de metais é o ponto forte desta rodela (cortesia do saxofonista Rui Travasso aqui acompanhado pela secção de sopros de Burning Spear) transportando os ouvintes para experiências sónicas inesquecíveis. Em alguns temas, nomeadamente, Stand, as guitarras surgem encorpadas e distorcidas imprimindo o músculo e o contrapeso necessário a um disco construído de forma inteligente e com grande maturidade. E acima de tudo um disco que se ouve com uma fluidez impressionante, independentemente da sua complexidade estilística. Um disco com uma energia contagiante e com ritmos que viciam. Um disco de poder. O poder da música, o poder das pessoas…
 
Tracklist:
1.      Seeds Among The Rain
2.      Know No Regrets
3.      Won’t Come Up Clean
4.      Higher Needs
5.      Stand
6.      Gripped By The Mind
7.      Door Nr 5
8.      The Reckoning Beneath
9.      2nd Flashback
10.  Set Your Ashes Down
11.  3 Days To Sundown
 
Line-up:
Guillermo de Llera – vocais, percussão
Abel Beja - guitarras
Luís Pereira - baixo
Rui Travasso - saxofone
Tino Dias - bateria
 
Internet:
 
Edição: Kaminari Records

Sem comentários: