quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Entrevista: Past Undone

Oriundos de Sintra, onde se formaram em novembro de 2012, os Past Undone, são constituídos André Reis na guitarra, Liliana Boaventura no baixo, Sara Henriques nos teclados e Vitor Dantas na bateria. No primeiro EP, Time Lapse, nota-se um metal com influências de Jazz, Gótico e Doom e, acima de tudo, uma banda com ideais próprias que começa a construir o seu percurso, como ficou demonstrado nesta pequena entrevista que a banda nos concedeu.

Viva! É um prazer conversar convosco e obrigado pelo tempo despendido. Para iniciar, podem falar um pouco de como nasceu este projeto?
Past Undone (PU): Este projeto partiu de uma iniciativa dos quatro, que sendo amigos há já alguns anos, sempre passámos a maior parte do nosso tempo em conjunto. Tendo alguns de nós experiências musicais anteriores, decidimos formar um projeto em que o estilo musical que fosse criado coincidisse com os gostos de todos, criando uma sonoridade fruto desta fusão.

Nessa altura que objetivos pretendiam atingir, enquanto banda?
PU: No início, não tínhamos nenhum objetivo definido, apenas pretendíamos fazer música por gosto. A principal motivação inicial era evoluir em conjunto, criando temas originais, que todos gostássemos de ouvir, tanto nós como as pessoas mais chegadas, pessoas essas que nos foram dando feedback e opiniões, as quais tivemos e teremos em conta nas criações seguintes.

Qual é a vossa experiência anterior neste campo musical?
PU: O André e a Sara já pertenceram a uma banda, o André como guitarrista e a Sara como vocalista. O Vítor também já tinha pertencido a um projeto como baterista, já a Liliana estreia-se aqui como baixista.

De que forma caraterizariam a vossa música?
PU: Tendo a banda diferentes influências, por parte dos membros que a constituem, acabamos por não ter um género definido nem fixo, o que nos dá uma maior liberdade para criar diferentes sonoridades. Neste primeiro EP Time Lapse, podem ser encontradas influências de Doom, Jazz e Gótico, entre outras. Na última música do EP, tentámos incluir influências de Fado nas linhas de voz feminina.

Este trabalho tem apenas edição digital ou está prevista alguma edição física?
PU: Atualmente, este EP, por vontade da banda, está disponível apenas em formato digital de forma a que todas as pessoas que gostem possam, com facilidade, obtê-lo.

Todos os três temas estão disponíveis para download gratuito. Quem estiver interessado, onde o pode fazer?
PU: O EP Time Lapse está disponível de forma gratuita no Bandcamp oficial da banda, em http://pastundone.bandcamp.com/.

Como surgiu a ideia e qual a finalidade de ir libertando os três temas faseadamente em três datas distintas?
PU: O lançamento dos três temas foi feito de forma faseada para que as pessoas pudessem ouvir e conhecer melhor cada um deles, pois todos eles são diferentes apesar de todos abordarem o conceito do Tempo. Desta forma, acabou também por criar expetativa e anseio em quem ouviu e gostou do primeiro tema, para as músicas seguintes.

Tem havido apresentações ao vivo de Time Lapse?
PU: Por enquanto, ainda não efetuámos nenhuma apresentação ao vivo, apesar de já termos recebido alguns convites. Nesta fase em que nos encontramos, pretendemos continuar a ensaiar as músicas já existentes e compor novos temas, de forma a proporcionar bons espetáculos, tendo previsto dar início aos mesmos a partir do próximo ano.

Eventualmente, já mostraram o vosso trabalho a alguma editora tendo em vista uma edição futura de algum trabalho?
PU: Ainda não apresentámos o nosso trabalho a nenhuma editora. Neste primeiro EP quisemos que a edição ficasse a cargo da banda, para disponibilizar o download gratuito, de forma a chegar mais facilmente às pessoas. Claro que para trabalhos futuros, gostaríamos de contar com a colaboração de uma editora.

E daqui para a frente? Quais são as vossas prioridades para os próximos tempos?
PU: A curto prazo, queremos evoluir, criar, divulgar e agradar, claro. A longo prazo, queremos continuar a evoluir, continuar a criar, continuar a divulgar e continuar a agradar de preferência (risos). Como qualquer banda, pretendemos atuar ao vivo e continuar a viver bons momentos.

Obrigado. Querem acrescentar mais alguma coisa que não tenha sido abordado nesta entrevista?

PU: Para quem quiser saber mais sobre nós e ouvir as nossas músicas, podem visitar o nosso facebook em https://www.facebook.com/pages/Past-Undone/555965854445885 e subscrever a página. Estamos a gravar as novas músicas e haverá novidades em breve. Agradecemos a quem já subscreveu, pelo apoio dado desde o início. Para terminar, queremos agradecer à Via Nocturna pelo apoio, divulgação e por esta entrevista.

Sem comentários: