segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Entrevista: B. A. C. O.

Baco, Deus do vinho serviu para batizar estes novos B.A.C.O. (Boémios Anti Corporativismo Oligárquico), nova entidade portuense dedicada ao genuíno rock. A primeira demonstração de vitalidade surge com o EP de 4 temas, Now You Know Us! que lhes tem permitido expandir a sua base de fãs até à vizinha Espanha, onde também têm sido bem recebidos. O guitarrista Marco Soares apresentou a banda, falou das suas expetativas e desta apresentação em formato de EP.


Viva! É um prazer conversar convosco e obrigado pelo tempo despendido. Para iniciar, podes falar um pouco de como nasceu este projeto?
Os B.A.C.O. são acima de tudo fruto de uma grande amizade. E a amizade entre amigos músicos celebra-se a fazer música. O Het foi quem teve a ideia e os outros nem hesitaram.

Que objetivos se propõem atingir?
O caminho faz-se caminhando. Fazemos questão que os nossos objetivos sejam ambiciosos mas concretizáveis. Neste momento, serão tocar ao vivo o mais possível e gravar o primeiro LP.

Quais são as vossas principais influências?
Eu, o Vítor e o Mosca trocamos música com bastante frequência. Cada um tenta dar o seu lado da história. Temos todos influências diferentes embora, naturalmente, com muitos pontos em comum e penso que isso se reflete na música. Basta ouvir o EP para saber quem é quem.

Podes explicar o sentido do nome B.A. C. O.?
B.A.C.O. (Boémios Anti Corporativismo Oligárquico) tem uma alusão óbvia ao deus do vinho, boémia. No entanto, pretendemos que, com a nossa música, possamos passar também as nossas preocupações muito mais socias do que propriamente politicas. Não querendo fazer disso uma bandeira, o estado atual das coisas preocupa-nos e faz tema de algumas das nossas canções.

Falem-me do EP Now You Know Us! A atender pelo título trata-se de um cartão-de-visita?
Porque não um título a dizer exatamente o que pretendemos?! Foi isso que aconteceu. A gravação de um EP é o processo natural de evolução de uma banda. Ficamos muito contentes ao não surgir consenso sobre que músicas escolher. Assim optamos por três como aperitivo, mais uma ao vivo.

Como está a ser a aceitação do vosso trabalho?
Está a superar largamente as expetativas. Para nós têm sido um verdadeiro estímulo para continuar a forma como o público recebeu o nosso trabalho e como também nos recebe ao vivo, tanto aqui em Portugal como também em Espanha.

Como descreveriam a vossa sonoridade para quem não vos conhece?
Desenganem-se aqueles que diziam que o rock estava morto. O rock está de volta e mais forte que nunca. E as canções são eternas!

Quem quiser adquirir o vosso trabalho o que deve fazer?
O formato digital é oferta e pode ser descarregado através do bandcamp, o EP pode ser adquirido nos concertos ou através de email para a banda.

Já têm algum vídeo disponível para Now You Know Us!?
Irá surgir em breve o primeiro vídeo oficial dos B.A.C.O. no entanto sem data em concreto para apresentação.

E agora que já vos conhecem, quais são as vossas prioridades para os próximos tempos?
Tocar ao vivo o mais possível e avançar para a gravação do álbum longa duração.

Nomeadamente, em termos de concertos, como está a vossa agenda para os próximos tempos?
Aguardamos algumas confirmações mas até ao fim do ano estaremos por todo o país e possivelmente voltaremos ao país de nuestros hermanos.

Obrigado. Querem acrescentar mais alguma coisa que não tenha sido abordado nesta entrevista?

Esperamos ver-vos a todos em breve. Os B.A.C.O. estão para ficar e o melhor ainda está para vir!

Sem comentários: