terça-feira, 15 de outubro de 2013

Entrevista: ColdSpell

Ao terceiro álbum os suecos ColdSpell dão, definitivamente, um passo em frente em termos de composição de grandes músicas. Voltaram a trabalhar com Tommy Hansen, o que já se vem revelando como formando uma equipa de excelência. Fomos mais uma vez conversar com o vocalista e guitarrista Michael Larsson para percebermos como foi passado este tempo entre Out From The Cold e este Frozen Paradise e como foi a preparação desta última proposta.

Olá Micke, tudo bem desde a última vez que conversamos? Novo álbum, já o vosso terceiro... quais as expetativas?
Olá, sim, não poderia estar melhor. As expetativas para este novo álbum são altas, por parte dos fãs/revistas/rádios, mas acima de tudo da minha parte. Realmente senti que desta vez tínhamos de fazer algo que tornasse esta trilogia completa.

Pelo menos as primeiras reviews têm sido muito boas….
Sim. Temos tido um feedback incrível sobre este novo trabalho, mas é claro que há análises que não são excelentes, mas ainda assim consideram o disco muito bom. Quero dizer, a música é uma questão de gosto e não podes esperar que todos gostem do que fazemos.

Na tua opinião, quais são as principais diferenças em relação aos vossos álbuns anteriores?
Acho que esse novo álbum é um pouco mais pesado, mas ainda mesmo assim, muito melódico. Tem um som maior e não comprimido, mais dinâmico. Tentamos ter uma produção com mais "ar" no som e também ter um pouco de variedade nos ritmos.

E a manutenção de praticamente o mesmo line-up certamente ajudou a dar mais estabilidade…
Sim, é o mesmo line-up com exceção do nosso novo baixista Chris. Kebbe deixou a banda por motivos pessoais, quando começamos a gravar, mas ainda somos bons amigos. Percebe, não é assim tão fácil combinar isto com a vida pessoal e ele assumiu essa decisão. Estou feliz por ter encontrado o Chris que aceitou de imediato.

E mais uma vez com Tommy Hansen...
Sim, parece haver algum tipo de ligação a ele, mas tenho que dizer que ele conhece muito bem o nosso som e sabe em que direção eu gosto que o som vá. Estou muito satisfeito com o trabalho dele e vamos ver o que o futuro trará mas se houver um quarto álbum também será com o maestro Hansen!

No álbum anterior tinhas o Ian Haugland como convidado. Desta vez não tens convidados….
Não, não temos convidados neste álbum, só nós e um monte de músicas novas.

Vês este como o vosso melhor álbum até à data?
Acho que sim, mas não posso dizer que não estou satisfeito com os outros. Gosto bastante deles. Acho que cada álbum tem a sua própria história para contar. Mas é claro que um álbum leva a outro e gostas de ir melhorando a sonoridade. Acho que eles combinam bem entre si, sem nunca perder o som Coldspell, e estão no mesmo espírito.

Já têm algum vídeo para este álbum?
Sim, temos um vídeo pronto para o tema Paradise. Penso que se poderá chamar de o primeiro vídeo-single do novo álbum.

E a respeito de tours? Há alguma coisa planeada?
Sim, acabamos de voltar do MRF em Chicago e acho que ainda nem aterramos (risos)! Estamos a trabalhar com alguns novos parceiros e estou certo que iremos ter um ano de 2014 bastante agitado. Temos também alguns shows em clubes proximamente e alguns festivais em 2014 embora nada oficial.

Mais uma vez obrigado e agora dava-te a oportunidade de acrescentar algo mais para os nossos leitores e para os vossos fãns!

Posso dizer que, sem todos vocês, incríveis pessoas que têm mostrado interesse nos  ColdSpell apoiando-nos em tudo isto não seria o mesmo. É o feedback e toda a paixão que me faz querer escrever mais músicas e fazer outro álbum. Vocês conhecem a expressão: paz, amor e hard rock!!

Sem comentários: