sábado, 3 de maio de 2014

Review: Blame It All On Jazz (The Underdogs)

Blame It All On Jazz (The Underdogs)
(2014, Independente)
(6.0/6)

E se de repente Aveiro fosse Nashville e a Ria o Mississippi? Pois é, precisamente isso que nos traz à memória o novo trabalho dos The Underdogs. Blame It All On Jazz é um sensacional disco de rhythm ‘n’ blues, rock e blues, com um acentuado sabor sulista, impregnado de um delicioso psicadelismo, herança de uns The Doors e sempre com aquela atitude de rock ‘n’ roll, herança de uns Led Zeppelin. As guitarras são saborosas nas suas mais variadas apresentações, o baixo é sensacional, preenchendo e conduzindo os temas com um boogie extraordinário, a bateria marca a sua presença de forma altamente personalizada e os teclados (órgãos e pianos) são subtis e minimalistas mas superiormente executados e criando as ambiências adequadas a cada momento. Nos 10 temas de Blame It All On Jazz surgem uns The Underdogs, maduros, adultos, conscientes dos caminhos que pisam, criando memoráveis canções que apetece ouvir vezes sem conta. Desde momentos enérgicos e eletrizantes de rock ‘n’ roll com honky tonk (White Nights) ao blues de um bar decadente (Evil Friend), desde rock psicadélico (Station Of Destiny) à emotividade do pop rock sixties (Wings Of The Night), desde o rhythm ‘n’ blues (Little Girl) a sonoridades mais rockeiras (Stepin Stepout), tudo é bem construído, bem executado e com um feeling e genuinidade tal que ninguém dirá que estamos na presença de uma banda que não é originária do sul dos EUA. Na verdade, são de Aveiro, Portugal! Mais uma prova que por cá a qualidade existente é muita e que apenas falta olhar um pouco mais para dentro. Da nossa parte ficamos completamente siderados com o que ouvimos. Por isso, aconselhamos de forma veemente a audição e compra deste sensacional trabalho.

Tracklist:
1.      White Nights
2.      99
3.      Little Girl
4.      As I Am
5.      Evil Friend
6.      School Of Fools
7.      Wings Of The Night
8.      Fallen Angel
9.      Stepin Stepout
10.  Station Of Destiny

Line-up:
Victor Hugo – guitarras e vocais
Mano – baixo
João Veludo – bateria

Convidado:
Artur trincheiras - teclados

Internet:

Sem comentários: