sábado, 25 de outubro de 2014

Review: Garbo (Garbo)

Garbo (Garbo)
(2014, Independente)
(5.9/6)

Já perdemos a conta a projetos nacionais, feitos por gente portuguesa, cá dentro ou não deste Portugal, cantado ou não em português que nos últimos anos têm espalhado qualidade. Os Garbo vêm de Coimbra e são outro coletivo de grande qualidade que merece crescer, desenvolver, ter oportunidades, aparecer. O seu EP homónimo, composto por cinco temas é um verdadeiro hino à forma como fazer excelente rock, cantado em português, onde tão bem se destaca a voz de Tânia Xisto a interpretar de forma brilhante, não menos brilhantes conjuntos de verdadeiros poemas. Sim, porque Garbo é forte no seu rock musculado, intenso e simultaneamente subtil; mas também é forte nas palavras e nos conteúdos. Um conjunto completo a quem ninguém deve ficar indiferente. Diz o press release que acompanha este curto mas intenso e belíssimo lançamento que aqui temos a alma lusitana do rock. Não poderíamos estar mais de acordo. Ficamos é ansiosamente à espera de mais!

Tracklist:
1. Armadilha
2. Passo a Passo
3. Príncipe
4. Domínio
5. P.S. (Falo da Saudade)  

Line-up:
Tânia Xisto - vocais
Jaime Santos - guitarras
Pedro Marques - baixo
Pedro Almeida - guitarras
José Monsanto - bateria

Internet:

Sem comentários: