sábado, 4 de outubro de 2014

Review: Identity (Blame Zeus)

Identity (Blame Zeus)
(2014, Raising Legends)
(5.3/6)

Para podermos falar do álbum de estreia dos Blame Zeus, poderíamos citar o que a própria banda escreve no press release: as suas influências vão desde blues a metal… e com isso construíram um álbum que cria ambientes intimistas, passa mensagens e emoções, sem perder a força do rock. Sem mais! Esta frase diz tudo desta rodela fantástica assinada pelo coletivo nortenho. Um disco que tanto apresenta a força do metal, com guitarras bem pesadas e densas e muito groove, como entra por caminhos mais etéreos onde as guitarras se apresentam com pouca ou mesmo nenhuma distorção. Pelo meio alguns recursos acústicos e eletrónicos vão enriquecendo a sonoridade Blame Zeus. Depois há uma bateria deliciosamente dinâmica. Tool? Eventualmente. A terminar há a Sandra Oliveira. Por norma não é nosso hábito individualizar, até porque o conjunto só funciona porque há… conjunto! Mas a Sandra assume-se aqui como uma das melhores vocalistas nacionais, no seu registo quente, envolvente, cheio de soul e jazz. E acabam por ser essencialmente estas vocalizações (que não fariam sentido sem um desempenho do coletivo!) que arrastam Identity para o campo que tem o nome do álbum. Ou seja: este é um disco que mostra a verdadeira identidade dos Blame Zeus. Falámos há momentos de Tool. Também por aqui há Lacuna Coil e bastante The Gathering. Mas o curioso é que parecendo que se aproxima destes nomes, também não se aproxima. Isto é a verdadeira identidade. Portanto, com grandes instrumentistas, uma sensacional vocalista, uma poderosa e subtil produção, um conjunto de grandes canções e uma identidade e personalidade muito própria e devidamente vincada, Identity irá, definitivamente, ombrear com os melhores lançamentos nacionais do ano. Sem a menor dúvida!

Tracklist:
1- Falling Of The Gods
2- Sick Of You
3- Sleep
4- Accept
5- Crystal Ball
6- Clocks
7- Broken
8- Crazy
9- Receiver
10- Incarnate
11- Bed
12- Shoot Them Down
13- The Apprentice  
      
Line-up:
Sandra Oliveira - vocais
Ricardo Silveira - bateria
Diogo Vidinha - baixo
André Ribeiro - guitarras
Vítor Braga - guitarras

Internet:

Edição: Raising Legends

Sem comentários: