quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Review: KillSmith & The Greenfire Empire (Neal Smith)

KillSmith & The Greenfire Empire (Neal Smith)
(2014, Kachina Records)
(5.5/6)

Neal Smith é, essencialmente, conhecido por ter sido o primeiro baterista de Alice Cooper. Em nome individual, KillSmith & The Greenfire Empire, é já o terceiro álbum, embora seja o primeiro conceptual. Uma ópera rock criada com base num heavy rock sujo muito por culpa dos vocais sinistros de Smith e das guitarras obscuras. Isso não impede o multi-instrumentista de, todavia, promover outras ambiências neste disco. Desde logo a entrada por alguns campos mais experimentais, por exemplo em The KillSmith Overture e na sinistra e pesada Pandemonium. Depois na introdução de criatividade no honky tonk, saxofone e coros gospel em Good Morning Blue Soul Land, no flamenco e música étnica de The Killsmith Overture, no saxofone e voz femininas em Death To The King e na melódica canção de Natal em Noelle No Wonder. Finalmente na capacidade de incutir emotividade num álbum tão obscuro principalmente notória na acústica Remember Blue Soul Land e Noelle No Wonder. O trabalho de guitarra é sensacional e bastante pesado em grande parte do disco. Pelo contrário, a secção rítmica é simples, ritmada e bastante eficaz. A exceção surge em Pandemonium com uma bateria demolidora e tribal. Do cruzamento destes predicados com as nuances antes apresentadas surge um disco de grande personalidade que a espaços se aproxima de Trans-Siberian Orchestra, essencialmente no conceito, mas pontualmente também na forma. Em suma, um grande disco de um mítico músico.

Tracklist:
1.      Blessings And Curses
2.      Good Morning Blue Soul Land
3.      Screaming Bloody Murder
4.      The Killsmith Overture
5.      Palacio de Esmeraldas
6.      Greenfire Born Of Poison
7.      I Want Money
8.      Pandemonium
9.      I Remember Blue Soul Land
10.  Death To The King
11.  Noelle No Wonder

Line-up:
Neal Smith – vocais, bateria, guitarra ritmo, sintetizadores
Peter Catucci – vocais, baixo
Lady Elizabeth Dellinger – vocais
Kevin Franklin – guitarra solo
Pete “Keys” Hickey – sintetizadores, teclados
Hubert Martin – vocais
Joe Meo – saxofone
Rick Tedesco – guitarras
Doug Wahlberg – guitarra solo

Internet:

Edição: Kachina Records

Sem comentários: