RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Captain Ivory (Captain Ivory)

Captain Ivory (Captain Ivory)
(2014, Gangplank Records)
(5.8/6)

Senhores e senhoras deem as boas vindas aos Captain Ivory! Quem são os Captain Ivory, podem perguntar alguns de vocês. Pois bem, na nossa opinião, simplesmente os descentes diretos de uma linhagem real que tem como expoentes máximos os The Allman Brothers ou os Creedence Clearwater Revival. Pode parecer exagerado, mas não é. O trabalho homónimo, estreia do quinteto do Tennessee, recupera toda a magia do rock desses monstros sagrados, um rock cheio de blues e swing, que cheira a deserto e de têmpera sulista. Captain Ivory é brilhante! Não tenham dúvidas quanto a isso. E nota-se na subtileza de alguns pormenores ao nível quer da guitarra quer do órgão, quase minimalistas, mas de fulcral importância. Apontamentos que associados ao ambiente analógico reforçam esse espirito rural de um blues sujo e agreste mas superiormente elaborado. Depois há a inclusão de um groove forte em alguns temas, nomeadamente em Quiet Casualties ou, pelo lado oposto, de elementos acústicos em Tennessee Aproximately e no tema final, Six Minutes To Midnight, que acaba por entrar em campos do gospel com os coros femininos finais. Transversal a toda a qualidade inerente a este conjunto de 9 canções, está um soberbo conjunto de instrumentistas e compositores, capazes de criar emoção e beleza e que para isso contam com o sensacional desempenho de um vocalista que coloca uma alma do tamanho do mundo em cada nota que canta. Captain Ivory é, pois, um disco cheio de alma, de sentimento, orgânico com grandes malhas de rock. Urgente descobrir!

Tracklist:
1.      Baroness
2.      Bottle & A Penitentiary
3.      False Remedy
4.      Quiet Casualties
5.      Here You Are
6.      Tennessee Approximately
7.      Truth When You Lie
8.      Curse Or Cure
9.      Six Minutes To Midnight

Line-up:
Robbie Bolog – guitarra solos
Steve Zwilling – piano, órgão
Jayson Traver – vocais, guitarras
Justin Leiter – bateria
Brett Smith – baixo

Internet:

Edição: Gangplank Records 

Comentários