quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Review: Year Of The Snake (Spiders & Snakes)

Year Of The Snake (Spiders & Snakes)
(2014, Sansei Records)
(5.6/6)

A comemorar o seu 25º aniversário os glam-metallers californianos estão de regresso com o seu nono trabalho de originais, seis anos após Melodrama. O quarteto estreia dois novos elementos – Phil St. Vincent e o ex-Sweet Savage Chris Sheridan e apresenta uma notável lista de convidados que inclui membros dos Yes, Steeler, Bitch, Freewheelers e Fishbone. Mas apesar de tantos convidados há um que merece especial relevo pelo peso que realmente tem no resultado final – Angelo Moore que com o seu brilhante saxofone ajuda a elevar para patamares de imortalidade os dois primeiros temas. Year Of The Snake é um disco que passa por diferentes estádios. A primeira fase é claramente inspirada na cena glam de LA dos anos 80 – aqui e ali apimentada por algum punk, como acontece em Too Angry e algum rock ‘n’ roll que os coros uhuh acentuam em Neutron Baby. Mötley Crüe, Ratt e afins são os nomes que se podem apontar para localizar os leitores. Depois de Driving Me Crazy o momento mais heavy do disco, a partir de Hey You, outras ambiências entram em cena – Kiss ou The Sweet. Aquele heavy rock melódico, compassado, vintage e até nostálgico espalha-se por três temas até Ain’t Gonna Eat Out My Heart Anymore, versão ao vivo do hit dos Angel datado de 1977 com a colaboração em dueto de Betsy Weiss (dos lendários Bitch) e com Rik Fox (dos não menos lendários Steeler) no baixo. Para o final, dois temas completamente diferentes situados mais numa onda 60’s rockBeatles, The Doors – com algum psicadelismo e algum space rock. Uma incursão por territórios que os Spiders & Snakes aparentemente não dominam tão bem como os hinos heavy que preenchem o restante da rodela. Mas insuficientes para retirar o enorme brilho que este regresso tem e até curioso para verificarmos como os californianos se sentem fora da sua zona de conforto.

Tracklist:
1.      Don’t Step Outta Line
2.      Too Angry
3.      Kawasaki City
4.      Neutron Baby
5.      Driving Me Crazy
6.      Hey You
7.      Hello
8.      Crazy
9.      Ain’t Gonna Eat Out My Heart Anymore
10.  Over And Over
11.  The Digital Church

Line-up:
Lizzie Grey – guitarras e vocais
Tim Yasui – bateria, teclados, vocais
Phil St. Vincent – baixo e vocais
Chris Sheridan – guitarras e vocais

Convidados:
Angelo Moore – saxofone
Ryu Okumoto – teclados
Rik Fox - baixo
Betsy Weiss - vocais
Dave Sobble – teclados
Pam Ryder - vocais
Billy Sherwood – teclados

Internet:

Edição: Sansei Records

Sem comentários: