segunda-feira, 23 de março de 2015

Entrevista: Cellulite Star


Após seis anos sem qualquer gravação as quatro ladys dos Cellulite Star regressam aos discos com o poderoso e enérgico Out Of The Cage. As sucessivas mudanças de formação podem ter atrasado todo o processo mas também estiveram na origem do mais sólido line-up das transalpinas. Isabella Tuni, mais conhecida por Izzy dá a voz ao coletivo e também nesta entrevista com Via Nocturna.

Olá Izzy! Podes começar por apresentar as Cellulite Star aos rockers portugueses?
Olá!! Somos uma banda de rock, toda feminina, da Itália. Depois de várias mudanças de formação e um primeiro álbum chamado Atitude Explicit lançado em 2008, finalmente estamos de volta com o nosso novo álbum Out Of The Cage, que consideramos ser um álbum cheio de poder, alegria, liberdade e rock ' n'roll!

Precisamente, Out Of The Cage está finalmente cá fora, seis anos após a vossa estreia. Como se sentam a este respeito?
Estamos absolutamente elétricas! Demorou muito tempo, mas estamos muito satisfeitas com o resultado e mal podemos esperar para tocar estas músicas novas ao vivo!

O que aconteceu para demorar tanto tempo para lançar um novo álbum?
Bem... houve muitas mudanças de formação e é difícil concentrarmo-nos em escrever novo material quando a banda não é tão "sólida" como deveria ser. Quando acertamos a equipa levamos o nosso tempo para escrever as melhores canções que podíamos, e as sessões de gravação demoraram um pouco mais, porque todos nós vivemos muito distantes uma das outras e a logística nem sempre é fácil.

Como definirias a música deste álbum para quem não vos conhece?
Consideramo-nos uma banda de rock, mas temos muitas influências diferentes, indo do punk ao heavy metal mais clássico. Dêem-nos uma oportunidade e não se arrependerão!

Sim, com um som muito cru e enérgico. De onde vem tanta energia? O que vos faz cantar?
Hah! Na realidade não sei de onde vêm as nossas energias! Acho que a nossa grande paixão pela música é o truque. Quanto às questões que nos fazem gritar bem alto a nossa música... Pegamos nos problemas que temos de enfrentar no dia-a-dia e transformamo-los em música, sempre adicionados de uma pitada de ironia e misturados com uma atitude positiva!

Enérgico, mas também com muita diversão e festa... a música é pura diversão?
A música é certamente muito divertida, mas não é só isso. Atrás de cada álbum ou espetáculo ao vivo há muitos sacrifícios, horas de trabalho e investimentos. Mas, mais uma vez, compor e tocar música é realmente algo mágico.

O álbum foi produzido por Davide Moras e misturado/masterizado por Federico Pennazzato. Qual foi o seu input no resultado final?
Nunca iremos agradecer o suficiente ao Davide e ao Federico por todos os seus esforços! Davide esteve sempre perto de nós durante o processo de composição e adicionou algumas coisas porreiras. Acompanhou-nos passo a passo e foi ótimo trabalhar em conjunto! Federico é um engenheiro de som profissional e sabíamos que estávamos em boas mãos com ele! Agradecemos-lhes por terem trabalhado com estas quatro meninas loucas sem terem tido um colapso nervoso, hah!

Numa canção como Cruel, assumem o risco de sair da vossa zona de conforto e funciona muito bem! É um caminho que poderão seguir nos próximos álbuns? Algo mais melódico...
Eu acho que Cruel se encaixa perfeitamente na zona de conforto criado por esta formação! Como disse antes, as novas canções têm muitas influências diferentes, e isso é porque todos os que participaram na composição de Out Of The Cage têm diferentes gostos e raízes. Tenho a certeza de que haverá outros episódios melódicos nos próximos álbuns!

E quem são os convidados?
Há mais do que um convidado nessa canção: Davide Moras nos vocais, Federico Pennazzato nos sintetizadores e Ethan Brosh na guitarra solo e limpa.

A última música é cantada em italiano. Foi uma experiência única ou estão a pensar repetir?
Realmente gostamos muito de ter gravado algo na nossa língua materna e estamos muito satisfeitas com o resultado, pelo que devemos repetir a experiência! Quem sabe…

Estão a trabalhar em alguma tour ou aparições em festivais?
Estamos a trabalhar em novos shows ao vivo. Por favor, sigam-nos nas nossas redes sociais (Facebook e Twitter), permanentemente atualizados!

Obrigado Izzy! Foi um prazer conversar contigo. Queres acrescentar algo mais?
Foi um prazer para nós também! Esperamos que os rockers portugueses possam desfrutar da nossa música e obter Out Of The Cage!! Esperamos, também, poder vir a tocar no teu país e conhecer-te!

Sem comentários: