quinta-feira, 26 de março de 2015

Review: Kings & Queens (Leah)

Kings & Queens (Leah)
(2015, Inner Wound Recordings)
(5.0/6)

 A canadiana Leah surpreendeu em 2012 com Of Earth & Angels na sua forma de cruzar metal com o folk e a música celta. Depois de um EP a cantora chegou à família Inner Wound Recordings para o seu segundo longa duração. E aqui, quando falamos longa é mesmo longa. Kings & Queens ocupa quase a totalidade do espaço permitido em CD. E isso pode ser contraproducente. Felizmente para Leah McHenry, a diversidade introduzida ao longo desta longa viagem sonora atenua um pouco o cansaço. E essa diversidade inclui muitas mudanças rítmicas, linhas de piano sedutoras espalhadas por alguns temas, inclusão de coros maioritariamente religiosos e, naturalmente, alguns apontamentos celtas/folk. Por outro lado, há uma grande complexidade, com a música a ser fruto da adição de bastantes camadas, sobressaindo daí uma impressionante parede sonora criada pelas guitarras. E é sobre esta camada que se desenvolvem doces melodias vocais. Em resumo é isso que os Leah nos apresentam neste segundo disco. Alguns temas são mais pesados, outros mais soft, alguns são mais escorreitos, outros mais catchy e outros ainda mais difíceis de entender, mas no cômputo geral Kings & Queens é um bom disco de metal destinado a quem gosta de desafios mais complexos e intrincados e não se importa com a exagerada doçura vocal.

Tracklist:
01. Arcadia
02. Save the World
03. Angel Fell
04. Enter The Highlands
05. In The Palm Of Your Hands
06. Alpha Et Omega
07. Heart Of Poison
08. Hourglass
09. Palace Of Dreams
10. This Present Darkness
11. The Crown
12. Remnant
13. There Is No Farewell
14. Siúil A Rún (Acoustic Version)

Line-up:
Leah McHenry - vocais
Timo Somers – guitarras
BarendCourbois – baixo
Sander Zoer – bateria

Internet:

Sem comentários: