domingo, 30 de agosto de 2015

INFO: Flamenco com blues, jazz e sons cinematográficos no novo disco de Stephen Duros

O virtuoso guitarrista e compositor Stephen Duros lançou, via Luminescent Records, o seu novo e altamente aguardado álbum conceptual estranhamente intitulado de Aeaea (4.1/6), um disco com um assinalável sentido de equilíbrio entre estética e virtuosismo. A música de Stephen Duros e o seu trabalho com uma guitarra de cordas de nylon tem raízes nos sons tradicionais do flamenco, embora tenha desenvolvido o seu próprio estilo. Um estilo que inclui blues, ritmos asiáticos e do Médio Oriente, melodias e ritmos que de sugestões de jazz, reggae, sinfónico, cinematográfico e pop que assim se juntam a uma rumba cigana de flamenco em composições emocionalmente satisfatórias. O conceito por trás deste álbum consiste em contar uma viagem musical ou odisseia. O álbum conta uma história, de uma forma parecida com um livro. Em vez da tradicional forma de canções, o álbum tem 12 capítulos que quando ouvidos continuamente, se conectam numa longa peça. O título do álbum Aeaea (ee-EE-a) é, na verdade, o nome de uma ilha mitológica existente no poema grego Odisseia. O álbum não fala sobre essa ilha, antes indica que é um excelente ponto de partida para a viagem. Uma viagem que se repercute na música com diferentes paisagens sonoras. Em Aeaea, Duros toca guitarra flamenca, guitarra elétrica, baixo, teclados, percussão e programa a bateria num desempenho de total liberdade musical, sem fronteiras no processo de escrita.

Line-up:
Stephen Duros – guitarra flamenca, guitarra elétrica, baixo, teclados, bateria programada
Andrew Reissiger – charango
Luis Romanos – bateria e percussão
Gary Moser – riq e darbuka
Jeff Pierre – congas

Tracklist:
1.      Chapter I
2.      Chapter II
3.      Chapter III
4.      Chapter IV
5.      Chapter V
6.      Chapter VI
7.      Cahpetr VII
8.      Chapter VIII
9.      Chapter IX
10.  Chapter X
11.  Chapter XI
12.  Chapter XII

Sem comentários: