sábado, 5 de setembro de 2015

Notícias da semana

Os Dead Silent são uma banda/projeto de metal, oriunda do Funchal/Ilha da Madeira, com caraterísticas que poderiam ser atribuídas a diversos subgéneros daí que a banda prefira evitar colar-se a um género específico sendo que o metal no geral é mesmo a influência comum aos elementos e sonoridade da banda. Esta força musical surgiu das cinzas dos Blue Sound Traffic, sendo composta por elementos que passaram por diversas bandas do panorama regional tal como os próprios Blue Sound Traffic, Drawned in Tears, Requiem Laus, Extended, Outerskin, Reincarnation e Insania. The Island é o álbum deste ano, composto por oito temas e que estará disponível em todas as plataformas legais, a partir de 11 de Setembro.



Outer Light, Inner Darkness dos The Aaron Clift Experiment é um dos mais aguardados disco de prog rock deste ano e sai este mês. O segundo trabalho da banda de Austin, Texas, sucessor de Lonely Hills de 2012, marca um passo em frente no que diz respeito às intricadas composições, arranjos complexos e execuções virtuosas. Um disco para fãs de Genesis, Pink Floyd e Rush, ou até mesmo de Porcupine Tree e Opeth.



Os luso-canadianos Ménage vão lançar este mês de setembro pela iPlay, o álbum intitulado The Great American Lie com 10 temas destinado exclusivamente ao mercado português, sendo que alguns desses temas foram retirados do álbum da banda lançado em 2012 nos EUA. The Great American Lie é uma música que vem incluída no álbum homónimo e que pretende transmitir a mensagem que sair de um país como Portugal e ir, tanto para o Canadá, como para os Estados Unidos, nem sempre é fácil. Os Ménage foram formados em 2012 pelos irmãos Bela (voz e teclado), Basílio Fernando (voz e guitarra) e Gabriel Ferreira (bateria), ingressando mais tarde no grupo mais dois elementos, Elliot Boult (guitarra) e Dave Haskett (baixo). De 20 a 29 de setembro a banda estará em Portugal a promover este disco. Até podem ir vendo o single Our Time Is Now.




O trio Tylor Dory Trio estabeleceu uma parceria com a PureGrainAudio.com para a audição e download do seu single Time, The Beholder, uma introdução ao seu prog rock/metal presente no seu novo álbum Carried Away.





A editora canadiana Test Your Metal Records orgulha-se de apresentar a sua nova aquisição – o brasileiro Edu Falaschi. Moonlight é o disco que marca o 25º aniversário da carreira do músico que passou pelos Angra e Almah. E neste disco apresenta as suas interpretações pessoais de alguns dos temas que marcaram a sua longa carreira. O álbum será lançado a 20 de novembro e apresenta temas clássicos dos Symbols, Angra e Almah, tais como Nova Era, Rebirth, Heroes of Sand, Spread Your Fire, Bleeding Heart, Wishing Well, Lease of Life, Breathe, Primitive Chaos, Birds of Prey, Warm Wind, Wings of Revolution



Fischer's Flicker está de regresso com o seu segundo álbum intitulado Fornever and Never. E desde o tema de avanço, Black Mariah, que ficou bem patente que Scott Fisher tem algo de muito interessante a apresentar. A grandiosidade do piano, as guitarras ágeis e a bateria poderosa levam ao excesso tudo o que a pop tenha apresentado nos anos 70. O sucessor de Katmandon’t apresenta uma sonoridade mais madura com grandes melodias e composições ambiciosas.



La Morsa é uma banda de rock progressivo/psicadélico no interior do centro-oeste brasileiro. Com uma sonoridade que foi definida pela imprensa local como "a nova onda mais próxima dos anos 70", a banda acaba de lançar seu novo álbum Habemvs Bavrets e está atualmente em tournée.



A notícia é curta: devido à saída de Daniel Pereira (guitarra e sintetizador), Daniel Castro (baixo) e Pedro Castro (bateria), os portuenses Blackbird Prophet anunciaram o fim da sua formação.



O novo álbum de Nik Turner (ex-Hawkwind) chama-se Space Fusion Odyssey e tem data de lançamento marcada para 16 de outubro. Todavia, já foi avançado o vídeo do tema Adjust The Future. Em Space Fusion Odyssey são de esperar as tradicionais complexas e jazzísticas improvisações do sax de Turner aqui acompanhado por um conjunto de talentosos músicos: Steve Hillage, Gilli Smith, Chris Poland e Jürgen Engler.



Com o lançamento para o mercado norte-americano do quinto e homónimo álbum, os brasileiros Hybria abriram as portas para poderem tocar a 11 de setembro no esgotado Power Prog USA XVI, onde se juntam a nomes como Anathema, Falconer, Voyager, Soto entre outros. Hybria foi lançado a 7 de agosto via Test Your Metal Records e dele já foram retirados os vídeos de Life e Pain.


Uma extravaganza em 8 minutos, hipnótica, extendida, eletrónica e orquestral que incluí samplagem de um filme e ainda o esporádico retorno de riffs groovy e de mais peso – é assim que Bruno A. descreve Planetary Dirt, o novíssimo tema dos Soundscapism Inc.. Vejam aqui.





De Lisboa vêm os Monolith Moon que se estreia com o EP Leylines. Para já estão disponíveis vídeos dos temas Degeneration e Moonlit I: Silentium Universi.







Sensivelmente um ano após o lançamento de Nebulae, os Heylel estão de regresso com o segundo trabalho intitulado Flesh e que estará disponível a 29 de setembro. De acordo com a banda, Flesh é um disco menos orientado para a experimentação e para os sons sintetizados e mais para as guitarras, criando-se assim um disco que, sem perder as ambiências e estruturas de Nebulae, apresenta uma linha rock mais crua e direta. Por outro lado, a banda regressa ao seu formato trio com Ana Batista (vocais), Narciso Monteiro (guitarras, baixo e teclados) e Filipe Braga (bateria e percussões). Paulo Rodrigues, vocalista da banda heavy metal Debunker, foi convidado para gravar os backing vocals em Saints e os vocais principais em Denial.

Sem comentários: