terça-feira, 15 de setembro de 2015

Review: Organized Insanity (Blurred Vision)

Organized Insanity (Blurred Vision)
(2015, Open Eyes/Cherry Red Records)
(5.9/6)

Nasceram no Canadá mas já se mudaram para Londres. São um trio e estreiam-se com Organized Insanity. Falamos dos Blurred Vision, nome desde muito cedo apadrinhado por Roger Waters. Mas basta ouvir o espetacular disco que apresentam para se perceber a razão pela qual o senhor dos Pink Floyd se interessou por eles. Organized Insanity pode ser descrito como um disco de rock progressivo/sinfónico embora isso possa levar a conclusões precipitadas. Um disco de todo surpreendente, com grande musicalidade, uma enorme capacidade melódica e pormenores técnicos de eleição. Um disco que bebe das melhores influências, onde se incluem Pink Floyd, Muse, The Beatles, Neal Morse e Barclay James Harvest mas que é capaz de as misturar de uma forma simultaneamente eficaz e bela para a criação de um conjunto de temas verdadeiramente memoráveis. Aliás basta ouvir a abertura No More Warrock enérgico, coros bem trabalhados e trompetes – para se perceber que o que vem depois é de uma qualidade ímpar. E essa qualidade inclui uma bateria que tanto tem de demolidora como de cirúrgica e precisa; textura de piano com uma sensualidade impressionante e por vezes até minimalistas; solos de arrepiar pela sua sensibilidade técnica; passagens acústicas de rara beleza. De tudo um pouco se pode ouvir num conjunto de 10 canções que surpreendem a cada passo e mostram uma impressionante maturidade e capacidade criativa. Organized Insanity é seguramente um dos melhores discos de 2015 e uma das grandes revelações.

Tracklist:
1.      No More War
2.      Rollin’ On
3.      Tonight
4.      Long May You Run
5.      Promise
6.      Dear John
7.      Arms Of Our World
8.      All I Wanted
9.      Wherever You Are
10.  The Keeper
11.  Organized Insanity

Line-Up:
Ben Riley – bateria
Sepp Osley – vocais e guitarras
Sohl Osley – baixo

Convidado:
Joel Lightman – teclados e vocais

Internet:
Website   
Facebook    
Youtube   
Instagram    
Twitter    

Edição: Cherry Red Records   

Sem comentários: