segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Review: Across The Divide (Federal Charm)

Across The Divide (Federal Charm)
(2015, Wire-Sound)
(5.5/6)

Depois da boa receção que teve a sua estreia em 2013, os britânicos Federal Charm regressam com a segunda proposta Across The Divide, mantendo a mesma espinha dorsal – blues rock, country rock e rock sulista – mas acentuando-as ainda mais. A componente sulista está muito presente na abertura, até No More, sendo que as duas primeiras são bem mais obscuras e em tonalidades mais graves. Em These Four Walls surge o momento mais calmo, em registo balada. Hercules entra claramente por espaços rock ‘n’ roll e Give Me Something pisa campos do country rock swingado. A segunda balada, God, Forsaken, é excelente, com um acentuado feeling bluesy, como tão bem fazia Gary Moore. Os três temas finais vão em crescimento apoteótico, terminando em excelência na Walk Away (Time & Time Again), não sem antes revisitar mais alguns momentos sulistas a até ledzeppelineanos. O piano e o hammond, cortesia do convidado Justin Shearn que surgem em algumas faixas (cinco, mais precisamente) encaixam na perfeição em todo o instrumental criado pelo quarteto, ajudando a criar toda aquela ambiência bluesy rural, se bem que as guitarras fortes e a secção rítmica coesa, puxem bem para cima a força do rock atual. No fundo, os Federal Charm conseguem com Across The Divide, criar um disco rural de caraterísticas urbanas ou, se preferirem, um disco retro de sonoridades atualizadas. E é deste equilíbrio, que surge um disco de qualidade, interessante e agradável.

Tracklist:
1.      Master Plan
2.      Guess What
3.      No More
4.      These Four Walls
5.      Hercules
6.      Give Me Something
7.      Silhouette
8.      God, Forsaken
9.      Push
10.  The Thrill
11.  Walk Away (Time & Time Again)

Line-Up:
Nick Bowden – vocais, guitarras, harmonica
Paul Bowe – guitarras, banjo
L D Morawski – baixo
Danny Rigg – bateria

Convidado:
Justin Shearn – piano e hammond

Internet:
Website    
Facebook   
Youtube   
Twitter   

Edição: Wire-Sound    

Sem comentários: