terça-feira, 15 de dezembro de 2015

Review: Lady Rose (Red Morris)

Lady Rose (Red Morris)
(2015, Independente)
(6.0/6)

Red Morris é o nome artístico do guitarrista italiano Maurizio Parisi, nome, até agora, completamente desconhecido para nós. Este músico tem estado envolvido em bandas de covers mas achou por bem arriscar num primeiro trabalho de originais. Juntou um coletivo para o acompanhar e o resultado é um soberbo disco de rock instrumental orientado para a guitarra, de nome Lady Rose. O que é curioso aqui é que nunca, em situação alguma, o ego do principal compositor e instrumentista se sobrepõe a nada. Nem ao desempenho, também ele superior, dos seus colegas nem ao conceito de canção. Ou seja, embora a guitarra seja, sem dúvidas a base, todos os outros instrumentos dispõem de tempo e espaço para não só enriquecerem as canções como também para brilharem. Como exemplo citaríamos a mudança rítmica para um baixo pleno de swing e uns teclados anos 60 no tema título. Ou a brutal secção de jazz em Mystery onde a guitarra se afasta completamente para dar espaço ao trio baixo/piano/bateria num dos mais geniais momentos do disco. Ou até mesmo em Celtica onde os teclados acabam por dominar. Depois, na bluesy My LifeBlues (Go Go) assistimos a um empolgante diálogo entre a guitarra, o piano e o hammond. Este fantástico disco do guitarrista de Brescia fecha de forma divinal com uma balada, My Sea’s Echoes que cruza de forma perfeita o rock com a sensualidade e romantismo da música italiana. Os fãs de guitarristas como Santana ou Gary Moore não devem, de todo, perder este disco. Os adeptos de grandes músicas, cuidadosamente trabalhadas e superiormente executadas (em termos técnicos e também emotivos) também não. Fixem: Red Morris é, para nós, a grande revelação deste ano! E Lady Rose é um disco obrigatório.

Tracklist:
1. Golden Angel
2. Lady Rose
3. Mystery
4. Independence
5. Black’s Eyes
6. Celtica
7. My Life Blues (Go Go)
8. My Sea’s Echoes

Line-Up:
Red Morris – guitarras
Claudio Amadori – bateria
Beppe Premi – teclados
Renato Mombelli – baixo

Internet:
Facebook    
Website    

Sem comentários: