terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Review: Men Or Mice (Jailcat)

Men Or Mice (Jailcat)
(2015, Steel Gallery Records)
(5.7/6)

No seu país Natal, a Grécia, os Jailcat têm vindo a destacar-se pelo seu estilo impetuoso de fazer hard rock. A verdade é que em quase uma década de existência o material gravado não era muito, apenas um EP autoproduzido em 2010, daí merecer ainda mais atenção este primeiro longa-duração, curiosamente intitulado Men Or Mice. E nesta rodela estão bem patentes todas as provas que fazem deste nome – Jailcat – uma referência no seu país. O seu hard rock bebe diretamente da melhor escola sueca da atualidade – The Poodles, Hardcore Superstar e afins – mas consegue fazer uma ponte para campos mais pesados e agressivos, de tal forma que, em momentos, é impossível descortinar onde acaba o hard rock e começa uma vertente contemporânea de metal com groove e riffs pesadões, assim como acontecia, por exemplo com o mais recente Hard Riot. A abertura com Addicted To Lies e Goodfellas, situa-se na tal classe mais hard rock escola sueca, Speak My Mind apresenta algumas brechas em momentos que começam a introduzir elementos mais pesados e When Patience’s Gone traz-nos, juntamente com o fecho Mice, os momentos mais heavy. Depois entra por outros campos, com frequentes recursos a guitarras acústicas, numa nova fase que acaba por resultar muito bem, não só sozinha, como contraponto com os momentos mais enfurecidos. Isto torna Men Or Mice um disco equilibrado, nivelado muito por cima e com um conjunto de grandes malhas. Uma agradável surpresa.

Tracklist:
1 – Addicted To Lies
2 – Goodfellas
3 – Speak My Mind
4 – When Patience’s Gone
5 - Burning Pictures
6 – Life Is Calling
7 – For The Last Time
8 – Ofaafo (To The Sun)
9 – Infallible
10 – Mice

Line-Up:
Kelly Blake: vocais
George Kats: guitarra ritmo
Manny: guitarra solo
Fotis Tsaky: bateria
Nick Grey: baixo

Internet:
Website      
Facebook     
Twitter     
Youtube     

Edição: Steel Gallery Records   

Sem comentários: