quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Review: No Limits (Ailafar)

No Limits (Ailafar)
(2015, AOR Blvd. Records)
(5.4/6)

Apesar de terem nascido em 2006, No Limits é apenas o segundo disco dos Ailafar, um quarteto base acompanhado por um imenso conjunto de convidados, principalmente ao nível vocal. E isso permite criar um dos aspetos mais interessantes deste disco: as diferentes abordagens e as diferentes tessituras vocais apresentadas num conjunto de canções a variar entre o rock melódico, o AOR e (menos frequente) o hard rock. Um disco onde as baladas e a toada romântica bastante acentuada desempenham um papel decisivo. No Limits não cria limites embora também não os derrube. Estes treze temas são agradáveis mas não muito exigentes e não apresentam nada de novo, apesar de estarem, indiscutivelmente bem feito. Bons ganchos melódicos, bons jogos vocais, bons solos, boas harmonias nas guitarras e nas vozes, muita musicalidade e sensualidade. Destacam-se Flood Of Love, Faith In Love, Further The Road Signs, Greatest Treasure e Heartlands Ground, num disco que os fãs de Robin Beck, Heart ou Radioactive não devem perder.

Tracklist:
1. Live 4 Me Live 4 You
2. Flood Of Love
3. Further The Road Signs
4. Faith In Love
5. Two Roses
6. Tell Me Why
7. A Way To Your Heart
8. Out Of The Blue
9. Doors We Walk Alone
10. Greatest Treasure
11. Ifigenia
12. More Than One
13. Heartlands Ground

Line-Up:
John Tzortzis: guitarras
Tasos Oikonomoy: bateria
Kostas Mauroudis: baixo
Periklis Kotoulas: piano/teclados

Convidados:
Tatiana Oikonomou: vocais (# 2, 3, 6, 12)
Stephan Kammerer: vocais (# 1, 5)
Paul Jackson: vocais (# 7, 11)
David A. Saylor: vocais (# 8)
Alexandra Mckay: vocais (# 9, 10)
Olga Katsenidou: vocais (# 4, 12, 13)
Elisabeth Mari: Backing Vocals (# 12)
Strutter: baixo (# 1, 10, 11, 12, 13), teclados (# 10, 13)
Kostas Domenikiotis: baixo (# 6, 8)
Chris Koutsouris: bateria (# 12)
Apostolos Mousias: bateria (# 10, 11, 13)

Internet:
Facebook   
Twitter     
Youtube     

Edição: AOR Blvd. Records   

Sem comentários: