sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Entrevista: Lucid Dreams


Depois de um trabalho homónimo que despertou a curiosidade um pouco por todo o mundo, os Lucid Dreams souberam bem como dar o segundo passo e Build And Destroy é essa prova mais que evidente. Sobre isso voltamos a conversar com o teclista Thorleif Ostomoe.

Olá Thorleif! Como vais? O que têm, os Lucid Dreams, feito desde a última vez que falamos?
Olá Pedro! Vamos muito bem! Desde essa última vez, estivemos ocupados a escrever e gravar material para o nosso novo lançamento Build And Destroy. Também fizemos uma tournée europeia com banda britânica Blitzkrieg, onde visitamos a Itália, Alemanha e Suíça. E, claro, fizemos muitos espectáculos aqui, na Noruega.
  
Dois anos se passaram e aqui estão com um novo álbum... O que te oferece dizer a este respeito?
Bem, o primeiro álbum foi bem recebido, o que foi muito inspirador. Queríamos tentar fazer um álbum tão bom ou até melhor. Portanto, desta vez, trabalhamos muito os detalhes e os arranjos. Também decidimos que queríamos apenas 8 faixas para que pudéssemos ter tempo para nos concentrarmos em fazer 8 grandes faixas e não colocar lá temas para encher. É um pouco como os álbuns de vinil dos velhos tempos.

Comparando os dois álbuns, como analisas a vossa evolução?
O novo álbum é uma evolução natural do nosso primeiro álbum. Ainda nos concentramos nas fortes melodias e riffs, mas, no geral, o som e arranjos têm um pouco mais de poder.

De facto, na minha opinião, Build And Destroy leva aos limites todas as nuances que vocês já tinham apresentado na estreia. Concordas?
Sim, concordo. Ainda é hard rock/heavy metal melódico, mas desta vez queríamos um som mais pesado e vital. Estamos muito satisfeitos com a forma como o nosso novo álbum soa, é um passo importante para a banda.

E a escolha de Fredrik Nordström para a mistura e masterização do álbum, foi a escolha perfeita para obter esse som tão forte que falas?
Sim, Fredrik fez algumas grandes produções no passado, por isso foi uma escolha natural para nós, já que queríamos um som mais pesado e compacto. Ele também é uma pessoa impecável. Passamos cerca de uma semana no seu estúdio e estamos muito satisfeitos com o resultado.

Entretanto mudaram de guitarrista. Como foi a adaptação de Henrik à banda e às músicas mais antigas?
Ele passou em grande! Henrik adaptou-se rapidamente ao material antigo. Ele é uma pessoa impecável e tudo correu sem sobressaltos.

Ainda teve oportunidade para colaborar no processo de escrita?
Sim, trabalhamos todos os detalhes e arranjos juntos, como banda. Mesmo nalgumas faixas que já estavam escritas quando Henrik se juntou a nós, ainda pode dar o seu input aos arranjos com ideias frescas, o que foi ótimo.

Esta é uma edição Red Ball Productions - é a vossa própria etiqueta?
Sim, é a editora da banda. Estivemos em contacto com algumas editoras que queriam trabalhar connosco, mas decidimos lançar o álbum pelo nosso próprio selo. A forma como a indústria da música funciona nos dias de hoje, com Spotify, iTunes e tal, decidimos que, de momento, é a melhor solução para a banda.

Absence Of Innocence foi a escolha para primeiro vídeo e penso que foi uma escolha óbvia, já que é uma canção que reúne tudo o que os atuais Lucid Dreams são, não concordas?
Sim, é uma música forte, quase épica com muitos detalhes nos arranjos. Começa um pouco lenta e atmosférica, desenvolvendo-se me partes mais pesadas e um grande solo. Esperemos que seja uma música que se destaca e decidimos que seria uma boa introdução para o novo álbum.

E, olhando para o futuro, em que projetos estão a trabalhar atualmente?
Estamos a trabalhar em planos para uma tournée, mas ainda não há datas são definitivas. Estamos também a trabalhar no próximo vídeo que será, provavelmente, Hellbound, para ser lançado em meados de fevereiro. Em seguida, mais dois vídeos do álbum estão programados para lançamento ainda este inverno/primavera. Certamente iremos manter-te atualizado.

Mais uma vez, muito obrigado Thorleif! Foi um prazer! Queres acrescentar mais alguma coisa...
Bem, só podemos dizer a todos os metalheads por aí fora para continuar a rockar e esperamos vê-te em algum lugar na estrada em 2016 !!!!

Sem comentários: