domingo, 31 de janeiro de 2016

Flash-Review: Odds And Lies (Darkwaters)


Álbum: Odds And Lies
Artista: Darkwaters     
Editora:  Premiere Music     
Ano: 2015
Origem:  Portugal
Género:  Heavy metal, Progressive metal
Classificação: 4.9/6
Breve descrição: Após a promissora estreia discográfica com Golden Age Of Decadence (2013) a banda portuguesa Darkwaters (onde pontifica Sérgio Lucas, vendedor do programa Ídolos) regressa com o muito aguardado segundo álbum Odds and Lies. São 11 temas com uma intensa componente emocional, negro e profundo, de riffs muito fortes e com uma excelente produção. Um disco homogéneo, coeso mas melódico, com um ligeiro toque progressivo (embora não exageradamente técnico), que alia o som old school do heavy metal com o poder e groove do metal atual. O disco foi misturado e masterizado pelo mago Daniel Bergstrand (In Flames, Behemoth, Meshuggah) nos Dugout Studio em Uppsala, Suécia.
Highlights: Walk Away, Rat, Confession, Departed, The Purge
Para fãs de: Nevermore, Oblique Rain, Metallica

Tracklist:
1.  Strongest of Them All
2. Departed
3. On You
4. Confession
5. Immolation
6. My Way
7. The Purge
8. Odds and Lies
9. Ultimate Sin
10. Walk Away
11. Rat

Line-up:
Sérgio Lucas – vocais
Jorge Costa – guitarras
Diogo Cardão – guitarras
Tiago Silva – baixo
Filipe Serrano – bateria

Sem comentários: