domingo, 24 de janeiro de 2016

Flash-Review: Sanatorium:Freedom (The Royal Blasphemy)


Álbum: Sanatorium:Freedom
Artista: The Royal Blasphemy   
Editora:  Farol Música    
Ano: 2015
Origem:  Portugal
Género:  Heavy metal
Classificação: 4.4/6
Breve descrição: Sanatorium: Freedom é o longa-duração de estreia dos The Royal Blasphemy, banda constituída por um conjunto de músicos dotados e experientes que apostam numa proposta ousada e ambiciosa. Misto de metal old school e metal moderno, numa sonoridade com riffs forte, intrincada, pesada e agressiva com uma atitude social relevante e uma mensagem extremamente forte. E, ouvindo o disco, percebe-se perfeitamente a revolta, a angústia, a depressão que os músicos vão imprimindo aos temas. O segundo disco repete os temas do primeiro em versões acústicas, embora mantendo as mesmas ambiências opressivas, apesar da existência de uma menor agressividade e vocais mais limpos. Esporadicamente surgem momentos de melancolia, naturalmente, reminiscências de um passado recente.
Highlights: Prelude For Idiocrazy/Prelude For Mediocrazy, Corruption, Injustice, Poverty, No Future
Para fãs de: Metallica, Atreyu, Pantera, Anathema

Tracklist:
1.      Prelude For Idiocrazy/Prelude For Mediocrazy
2.      Corruption
3.      Injustice
4.      The Riot
5.      Poverty
6.      Depression
7.      Escape
8.      Anarchy
9.      Death
10.  No Future

Line-up:
Johnny Corôa – guitarras e didjeridoo
Tiago “Le Baron Rouge” – vocais, baixo, sintetizadores e sampling
Jota – bateria
Mr. John Cyaegha - guitarras

Sem comentários: