quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Review: Wild Life (John Dallas)

Wild Life (John Dallas)
(2015, Street Symphonies)
(5.5/6)

Há 10 anos a influenciar a cena metálica de Bolonha, Luca Stanzani, mais conhecido como John Dallas, passou por diversas bandas locais antes de se estabelecer em nome próprio. E assim lança Wild Life, um disco que faz jus ao nome por apresentar um hard rock selvagem, que bebe diretamente da escola clássica (Guns n’ Roses, Def Leppard, Van Halen) embora modernizado (Hardcore Superstar). Por outro lado, como se percebe pelas referências históricas, a cena glam californiana, decadente e provocante, também não é estranha neste disco. Wild Life começa acutilante e sempre a abrir atinge a quinta faixa, Dreamin’ On, quase sem dar tempo para o ouvinte se recompor tal o assalto hard rockeiro. Depois de bem massacrados, podemos analisar outras nuances de John Dallas: Electric é um tema claramente mais compassado, Freedom uma balada com registo acústico e Love’s Fake baralha totalmente pela sua aproximação a algo mais industrial. Claramente o fecho da forma mais pesada e inesperada. No global, Wild Life é um disco francamente agradável e competente sendo aconselhado para quem procura hard rock moderno baseado nos clássicos.

Tracklist:
1.      Under Control
2.      Heaven Is
3.      Falling
4.      Wild Life
5.      Dreamin’ On
6.      Electric
7.      Freedom
8.      Psycho Game
9.      Love’s Fake

Line-Up:
John Dallas – vocais
Convidados anónimos – guitarras, baico, bateria

Internet:
Facebook   

Edição: Street Symphonies    

Sem comentários: