sexta-feira, 18 de março de 2016

Entrevista: Twins Crew



Júlio César já utilizara a frase Veni, Vidi, Vici, mas esta tem perfeita aplicação no novo trabalho dos Twins Crew, a banda dos gémeos Janglöv. Depois de dois EP’s e dois álbuns, ai está a confirmação dos suecos como mais um dos nomes a ter em conta no cenário metaleiro europeu. O vocalista Andreas Larsson explica como foi o trabalho desta vez.

Olá Andreas! Obrigado pela disponibilidade. Quem são os Twins Crew? Importas-te de falar um pouco sobre a banda?
Twins Crew é o que nós queremos que seja. Uma banda na linha de frente da ressurreição do verdadeiro metal. Somos seis metalheads todo com diferentes origens e influências musicais que querem mostrar ao mundo que as bases do metal nunca morrem. Dennis e David são os fundadores e os maníacos da guitarra, Uno é o beataholic, Fredrik o baixo-martelo, Nicko Speedy Fingers e eu, Andreas, o Primal Screamer.

Veni Vidi Vici é o vosso novo álbum. Como é que foi o método de trabalho desta vez?
Veni Vidi Vici foi gravado e misturado no estúdio de Nicko, os Deep Blue Studios. Tivemos muitas boas ideias que surgiram a partir da energia do lançamento de The Northern Crusade e então começamos a escrever algum material novo quase instantaneamente para não perder o ritmo, mas sem apressar as coisas.

Depois de dois EP’s e dois álbuns, vocês são, agora, uma banda muito mais experiente. Como é que isso se nota neste novo álbum?
Bem todas as músicas são mais poderosas que antes. E pensamos que evoluíram na direcção certa.

Porque um título Veni Vidi Vici, uma frase famosa atribuída a Júlio Cesar?
Bem Júlio Cesar teve tal impacto na história e as suas palavras Veni Vidi Vici tiveram um tal poder por trás dele e sentimos desde o início que as músicas eram fantásticas e trabalhamos nisso. Simplesmente sentimos isso.

Têm algum vídeo filmado a partir deste álbum?
Sim, lançámos um vídeo da faixa-título Veni Vidi Vici e um lyric vídeo para o tema Ghost Of The Seas.

Como decorreu o processo de gravação?
Fizemos o nosso caminho através da escuridão para sair do outro lado e poder ter uma visão tão clara como o dia.

E a partir de agora? O que têm previsto para os próximos tempos?
Agora vamos tentar fazer tantos espetáculos quanto possível porque é onde sentimos que a nossa música está no lugar certo.

Muito obrigado Andreas! Queres acrescentar mais alguma coisa?
Esperamos poder encontrar o máximo de fãs que pudermos este ano. E muito obrigado para ti!

Sem comentários: