terça-feira, 1 de março de 2016

Review: Hyperactivity Disorder (Violent Divine)

Hyperactivity Disorder (Violent Divine)
(2015, Independente)
(5.3/6)

Força e melodia, com canções cheias de groove e fortemente baseadas em riffs é o que nos propõem os Violent Divine no seu novo trabalho Hyperactivity Disorder. Desconhecemos se a banda tem tido alguns episódios de desordem hiperativa, mas, pela consulta da sua página na internet, percebe-se que já não lançavam nada desde 2010, na altura com Release The Hounds. De regresso aos discos, o quarteto apresenta este novo registo impregnado de metal contemporâneo, daquele que bandas como Alter Bridge ou Avenged Sevenfold têm conseguido trazer para a ribalta. Se a isso juntarmos a tipicidade da escola do metal sueco, revisto e atualizado, ficamos com uma ideia do muro sonoro que o coletivo destila. E isso, claro, sem nunca perder de vista o sentido estético da canção e muito menos a sensibilidade melódica.  

Tracklist:
1.      For I Am Sin
2.      Incubus
3.      Restart My Heart
4.      Beautiful Disaster
5.      Temple Of Love
6.      Fail
7.      Worms Beneath
8.      Drown
9.      Heartbroken
10.  Desolation
11.  Rain
12.  Walking On Thin Ice
13.  Bloodshared

Line-Up:
Mike – vocais
S. J. – guitarras
Oscar – baixo
Simon – bateria

Internet:
Website   
Facebook    
Myspace   
Twitter   
Soundcloud   

Sem comentários: