quinta-feira, 21 de abril de 2016

Review: New World (The Raptor Trail)

New World (The Raptor Trail)
(2016, Independente)
(5.2/6)

Em 25 anos de carreira este é apenas o segundo álbum do projeto The Raptor Trail. A diversidade de projetos em que o trio se vê, sistematicamente, envolvido ajuda a este pecúlio tão parco. Quanto a este New World, mostra que os norte-americanos continuam umbilicalmente ligados ao rock sinfónico dos anos 70 com referência a Pink Floyd, Yes, e às vezes até Supertramp bem presentes ao longo destes 78 minutos de música. Bastos são os momentos acústicos a criar beleza, sobre os quais se desenvolvem solos elaborados, melódicos e técnicos em registo elétrico. Com isso se induz que os momentos mais up-tempo ou ritmados são relegados para um segundo plano, apesar de abertura com Four Times até indiciar algo diferente fruto da sua posição de um rock mais direto. Time Slides Onward  e a riffalhada de Grace são outros dos momentos com mais intensidade rítmica do álbum, se bem que todos os citados estejam bem distantes da pérola de rock ‘n’ roll que é Going To Dublin, um tema que até parece deslocado do resto do contexto. New World é um disco equilibrado, perfeitamente aconselhado para os fãs do género, até porque o trio consegue criar um agradável conjunto de temas onde as harmonias vocais e instrumentais são o seu ponto forte.

Tracklist:
1.      Four Times
2.      Whoville
3.      Going To Dublin
4.      Stone By Stone
5.      Let It Go
6.      The Fall
7.      New World
8.      Time Slides Onward
9.      Blue Highway
10.  Wheel
11.  Desolation
12.  Grace

Line-Up:
Gene Bass – bateria e percussão
Matt Mayes – guitarras e vocais
Johnny Meyer – guitarras, baixo, teclados e vocais

Internet:
Facebook    
Website    
Bandcamp   
Soundclick   

Sem comentários: