terça-feira, 31 de maio de 2016

Review: Bullethead (Marauder)

Bullethead (Marauder)
(2016, Pitch Black Records)
(6.0/6)

Os Marauder são um dos históricos do heavy metal grego e já sentíamos a sua falta, pois desde o ano de 2012, na altura com o lançamento de Elegy Of Blood, que não havia novidade em termos de gravações de originais. Nada de surpreendente, uma vez que a banda já nos habituou a este ritmo de um álbum a cada quatro anos. A espera, felizmente acabou e da forma mais espetacular possível. Bullethead, é já o seu sexto álbum, apresenta um novo vocalista mas o quinteto continua a destilar o seu heavy metal clássico e épico, fortemente assente nas regras estabelecidas nos anos 80, com uma classe impressionante. Cavalgadas verdadeiramente excitantes, solos de grande efeito, inclusão de excelentes harmonias ao nível das guitarras, melodias imortais e coros épicos, fazem de Bullethead um disco fantástico com o qual qualquer metalhead deverá exultar. Desde a abertura com guitarra clássica e limpa até ao final, Bullethead absorve-se de um folego só, deixando muito espaço para o headbanging e para a air guitar tal a emoção que transporta. Mais pesado que os seus antecessores, chega a roçar o thrash metal num tema como o rapidíssimo Predatores onde a guitarra em registos orientais incorpora ainda uma áurea de misticismo. Sempre nivelado por cima, este é um disco obrigatório e que promete tornar-se um clássico do género.

Tracklist:
1. Son Of Thunder
2. Metal Warriors
3. Spread Your Wings
4. Tooth N Nail
5. Dark Legion
6. Predators
7. The Fall
8. Echoes In The Dark
9. Shadowman
10. Set Me Free

Line-Up:
Nikos (Mygas) Antonogiannakis – vocais
Andreas Tsaoussis – guitarras
George Sofronas – guitartas
Theodore Paralis – baixo
Greg Vlachos – bateria

Internet:
Facebook    
Youtube   
Myspace   

Edição: Pitch BlackRecords    

Sem comentários: