terça-feira, 3 de maio de 2016

Review: Sunrise To Sundown (Spiritual Beggars)

Sunrise To Sundown (Spiritual Beggars)
(2016, InsideOut Music)
(5.5/6)

Mantendo, desde 2010 o ritmo de um álbum a cada três anos, os Spiritual Beggars, regressam com Sunrise To Sundown, um disco que tem muito da tradição da banda sueca, mas que acaba também por trazer algumas inovações, como aliás é apanágio do coletivo. Algumas canções sem uma estrutura bem definida, muito orientadas para riffs e um pouco mais longas são as principais novidades. Uma aproximação ao metal dos anos 90, com Dio como principal referência. De resto, os Spiritual Beggars são uma banda de hard rock que muito bebe no tradicional, e neste álbum a magia Deep Purple está muito presente em algumas linhas melódicas, mas essencialmente no trabalho orgânico e analógico do órgão. Num álbum que se carateriza pela diversidade, destaque ainda para o trabalho da bateria: tribal, dinâmica e quente e para as incursões por algo mais próximo do stoner rock. No fundo, um disco a seguir as pisadas dos trabalhos anteriores, no que à qualidade diz respeito.

Tracklist:
01. Sunrise To Sundown
02. Diamond Under Pressure
03. What doesn’t kill you
04. Hard Road 
05. Still Hunter
06. No Man’s Land 
07. I Turn To Stone
08. Dark Light Child
09. Lonely Freedom
10. You’ve Been Fooled
11. Southern Star

Line-Up:
Michael Amott - Guitars
Apollo Papathanasio - Vocals
Sharlee D' Angelo - Bass
Per Wiberg - Keyboards
Ludwig Witt – Drums

Internet:
Website    
Facebook   
Twitter   

Edição: InsideOut Music    

Sem comentários: