terça-feira, 19 de julho de 2016

Review: Big Medicine (Brother Hawk)

Big Medicine (Brother Hawk)
(2016, Independente)
(6.0/6)

Verdadeiramente sensacional esta estreia dos Brother Hawk, banda oriunda de Atlanta e capaz de nos levar de volta aos mágicos momentos do rock sulista e do delta blues. Big Medicine é essa coleção de 10 temas que tem o condão de nos transmitir um enorme prazer a ouvir. É um facto que todos os elementos possuem um domínio assombroso dos seus instrumentos e isso permite-lhes fazer o que fazem. Que é em cada canção, partir a todo o vapor à descoberta de infindáveis pormenores que são encaixados na canção e a tornam memorável porque única. As guitarras dançam contorcidamente em ritmos bem trabalhados ou em solos infindáveis de puro prazer, um espetacular órgão eleva as ambiências ao patamar da imortalidade, bateria e baixo criam ritmos deliciosos, o vocalista deixa a sua marca com a sua voz de mago sulista e bluesy e a harmónica ainda aparece a espaços a engrandecer este disco. Meus amigos, Big Medicine é um grande disco dentro deste género ou de qualquer outro género. Quando a música é boa não há género e estes Brother Hawk têm aqui uma verdadeira delícia musical com qualidade na composição, qualidade na execução, emotividade e uma musicalidade só ao alcance dos predestinados!

Tracklist:
1.      Have Love, Will Travel
2.      Half Empty
3.      At Long Last
4.      Midnight In Tifton
5.      Big Medicine
6.      No Room To Rust
7.      L5P
8.      Ghosts
9.      Haywood Heartache
10.  Scarlett

Line-Up:
J. B. Brisendine – guitarras, vocais
Nick Johns – teclados, vocais
James Fedigan – baixo
J. C. Bartlebaugh – bateria
Joe Brisendine – harmónica

Internet:
Website   
Twitter   
Facebook   
Youtube   

Sem comentários: