quinta-feira, 7 de julho de 2016

Review: Red Eye (Vardis)

Red Eye (Vardis)
(2016, Steamhammer/SPV)
(5.6/6)

Sem contar com duas compilações, The Best Of Vardis (1997) e The World’s Gone Mad: The Best Of Vardis (2002), já ninguém ouvia nada dos Vardis vai para 30 anos. Mas o trio britânico nascido da junção do hard rock, do punk, do blues rock e da NWOBHM, renasceu, inclui sangue novo com o baterista Joe Clancy e assina Red Eye. E aqui, em dez temas (mais dois bónus), temos um disco que remonta aos primórdios do hard rock/heavy metal daquele impregnado de atitude punk e feeling blues. Iron Maiden ou Wishbone Ash são aqui revisitados, embora seja mais correto afirmar que Red Eye se inspire, precisamente, no que os Vardis criaram há três décadas. Boas malhas, bons ganchos melódicos e longos solos são a imagem que melhor marca este disco competente, homogéneo e onde temas como The Knowledge, Back To School e Living Out Of Touch melhor exemplificam o renascimento do nome Vardis bem como perpetuam o nome do seu baxista/vocalista Terry Horbury, falecido já depois da gravação do disco.

Tracklist:
1.      Red Eye
2.      Paranoia Strikes
3.      I Need You Now
4.      The Knowledge
5.      Lightning Man
6.      Back To School
7.      Jolly Roger
8.      Head Of The Nail
9.      Hold Me
10.  200 m.p.h.
11.  Living Out Of Touch (bonus track)
12.  200 m.p.h. (reprise)

Line-Up:
Terry Horbury – baixo e vocais
Joe Clancy – bateria
Steve Zodiac – guitarras e vocais

Internet:
Facebook   
Google +    
Website    
Soundcloud   
Spotify  
Twitter    
Youtube   

Edição: Steamhammer/SPV    

Sem comentários: