quinta-feira, 14 de julho de 2016

Review: Red Spektor (Red Spektor)

Red Spektor (Red Spektor)
(2016, Bilocation Records/Kozmik Artifactz)
(4.8/6)

Os Red Spektor são um trio britânico de Stoke-on-Trent que se estreia de forma homónima com este disco lançado pela Bilocation Records/Kozmik Artifactz. Esta editora está, por norma associada, a sons retro e revivalistas e neste caso, Red Spektor não foge à regra. É um disco com muito fuzz, claramente analógico a remeter-nos para os anos 70, nomeadamente para dois nomes: Led Zeppelin, quando os temas se aproximam mais de um hard rock psicadélico e bluesy e Black Sabbath quando as guitarras se tornam mais graves e arrastadas com os vocais claros. Por inferência, laivos de stoner rock também se vão vislumbrando aqui e ali neste disco de estreia que deverá agradar aos fãs mais acérrimos do género mas que dificilmente conseguirá captar atenções noutros espetros.

Tracklist:
1.      Before The Sunrise
2.      Pagan Queen
3.      Timeless Requiem
4.      Cosmonaut
5.      Elixir
6.      Into The Maelstrom
7.      Fields Of Fire
8.      Torpedo Head
9.      Black Moon Rising
10.  Lost Soul

Line-Up:
John Scane – guitarras e vocais
Daz Bowen – bateria
Rob Farrell – baxo

Internet:
Website   
Bandcamp   
Instagram   
Twitter    
Facebook   

Sem comentários: