quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Review: Runaway (Tempt)

Runaway (Tempt)
(2016, Rock Candy Records/Cargo Records)
(5.6/6)

O press release assusta quando afirma que estes novatos Tempt, são os Van Halen da nova geração. Bem, talvez haja algum exagero nesta afirmação, mas a verdade é que Runaway, longa-duração de estreia do coletivo nova-iorquino recupera muito das caraterísticas do heavy rock/glam rock dos anos 80. Se calhar o facto de a produção ter sido entregue a um mago como Michael Wagener, tenha contribuído, mas, sem dúvida que o quarteto também tem muita qualidade, talento e atitude. A banda não se limita apenas a ser um executante de hard rock clássico de aspeto eighties e de forte componente arena rock – os citados Van Halen, mas também Def Leppard, Poison ou Warrant. Isto porque frequentemente incute uma personalidade atual – Rival Sons/Foo Fighters - e é, precisamente, nesse balanço inteligente onde reside grande parte do interesse de Runaway. Grandes ganchos, riffs cheios de intensidade, melodias sing-along e solos incendiários, eis a forma de os Tempt se apresentarem num estilo que mistura o sleaze rock da costa oeste com o street rock da costa este.

Tracklist:
1. Comin’ On To You
2. Under My Skin
3. Paralyzed
4. Use It Or Lose It
5. Runaway
6. Aamina
7. Sapphire
8. The Fight
9. What Is Love
10. Time Won’t Heal
11. Love Terminator
12. Fucked Up Beautiful
13. Neuro-Child
14. Dirty One
15. Aamina (MW mix)

Line-Up:
Zach Allen – vocais
Harrison Marcello – guitarras
Nicholas Burrows – bateria
Max McDonald – baixo

Internet:
Facebook   
Website   

Sem comentários: