sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Review: Southern Cross (Ivory)

Southern Cross (Ivory)
(2016, Rockshots Records)
(6.0/6)

Uhau! Que estreia, meus amigos! Southern Cross é o primeiro disco dos Ivory e é uma das melhores estreias dos últimos anos e, para já, uma das maiores revelações deste ano. Arranjos arrebatadores, melodias sensacionais, uma complexidade que engrandece os temas mas não os complica e um vocalista soberbo com um registo único e com uma performance num estilo dançante, fazem desta rodela um disco obrigatório. Imaginem um cruzamento onde se encontram os Falconer, os Serenity e os Arrayan Path… estes bielorussos andam por aí e ainda acrescentam o seu toque de personalidade. Entre a introdução instrumental de Overture 1910 e o dedilhado acústico do fecho I Remember, há todo um mundo de emotividade, de riqueza técnica e de indescritíveis nuances para descobrir. Como os apontamentos orientais na complexa Vanitas Vanitatum, as harmonias sacadas em Ulysses, a bombástica e progressiva Terra Nova, a extraordinária balada February, a épica Southern Cross ou, finalmente, esse monstro de classe que é Passing Days! A parte central deste disco aborda a viagem exploratória de Robert Scott à Terra Nova. E explorar é também o que os Ivory mostram ser, num disco verdadeiramente genial!

Tracklist:
01. Overture 1910
02. Vanitas Vanitatum
03. Ulysses
04. Creator
05. Passing Days
06. Terra Nova
07. February
08. Southern Cross
09. Warrior’s Story 
10. I Remember

Line-Up:
Sergei Butovsky ­ vocais
Nikita Shestitko ­ guitarras
Kirill Movshuk ­ guitarras
Dmitry Chernyshevski ­ teclados
Stanislav Siuzev ­ baixo
Dmitry Pasiukevich ­ bateria

Internet:
Twitter    
Facebook    
VK  

Edição: Rockshot Records   

Sem comentários: