quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Review: OCD (Syreregn)

OCD (Syreregn)
(2016, Bilocation Records/Kozmik Artifactz )
(6.0/6)

OCD foi a estreia dos Syreregn e foi lançada em 2009. E se vocês pertencem àquele grupo de pessoas (onde nós também nos incluímos) que passaram ao lado deste lançamento, o nosso conselho é este: corram o mais rápido que conseguirem para adquirirem uma cópia. A editora alemã Kozmik Artifactz/Bilocation Records está a promover a reedição desta verdadeira obra-prima apenas em formato vinil e devem aproveitar para ter em casa um dos segredos mais bem guardados do blues rock dinamarquês e mundial. Num misto de vocalizações em inglês e dinamarquês, OCD é um soberbo disco onde o blues rock cheio de psicadelismo, longas improvisações, um delicioso e verdadeiramente fenomenal trabalho de baixo (isto sim, é incutir swing nos temas!) e incríveis harmonias vocais nos remetem para os anos 70 e toda a magia envolvente. De The Doors a Gary Moore, passando pelos Creedence Clearwater Revival e até algum country disfarçado, os Syreregn espalham a sua imensa qualidade numa coleção de 7 temas (mais um escondido), onde Mirror Mirror (não confundir com a dos Candlemass – é outra, mas igualmente brutal!), Time The Time, En Sandhed ou Sol Over Reykjavik, são exemplos de canções que vão querer ficar a ouvir para sempre.

Tracklist:
1.      Overture
2.      Tag Solen Ned
3.      Mirror Mirror
4.      En Sandhed
5.      Time The Time
6.      Sol Over Reykjavik
7.      Syreregn

Line-Up:
Thor Boding – baixo e vocais
Rasmus Kurdahl – bateria
Jakob Moller – guitarras e vocais

Internet:
Facebook   
Website   

Sem comentários: