quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Review: This Is Tomorrow (Rainy Days Factory)

This Is Tomorrow (Rainy Days Factory)
(2016, Ethereal Sound Works)
(5.1/6)

Em 2013, a respeito de Oceans Of Tears, trabalho primeiro para os Rainy Days Factory, escrevemos: E quem procura e quer sentir emoções, deve despender algum tempo com este trabalho. Pois bem, três anos se passaram e o trio volta a assinar mais do que um simples segundo disco. This Is Tomorrow é uma viagem de cerca de uma hora às mais profundas emoções e sentimentos. O coletivo nacional nunca escondeu que é isso que procura colocar na sua música, logo o objetivo está cumprido. E nesse desfilar de sentimentos há cabimento para passagens de grande musicalidade, para serem criados cenários cinematográficos e para serem desenvolvidas atmosferas e ambiência perfeitas para uma explosão de emoções. As guitarras acústicas vão surgindo intercaladas entre teclados absorventes e alguma distorção perfeitamente controlada, aqui e ali embelezadas pela doçura da voz de Vanessa Nunes. Tudo em cadências rítmicas compassadas e bem desenhadas. Como os Tiamat tão bem fizeram em A Deeper Kind Of Slumber. Mas, em This Is Tomorrow também se arrisca. Por isso aparece um tema como Weeping Trees, algo mais experimental onde a guitarra portuguesa de M-pex acaba por sobressair. Aliás, uma associação natural entre o nosso instrumento e a capa global de emoção criada. Do alinhamento faz parte, ainda, uma cover de um tema de Joy Division (Twenty Four Hours), um nome presente na ambiência geral dos Rainy Days Factory, neste que é um disco elegante de se ouvir e, acima de tudo, de se sentir!

Tracklist:
1.      Passing By
2.      Rain
3.      I Will Break You
4.      A New Sea
5.      The Colour Of Your Smile
6.      A Reason To Swim
7.      Our Last Day
8.      Twenty Four Hours
9.      The Last Stand
10.  Weeping Trees
11.  Flowers For Shelly

Line-Up:
Óscar Coutinho – vocais, baixo e guitarra elétrica
João Vitorino – bateria, percussões e sons
Pedro Code – guitarras e sintetizadores

Convidados:
Pedro Telhada – sintetizadores
M-pex – guitarra portuguesa
Vanessa Nunes – vocais

Internet:

Edição: Ethereal Sound Works   

Sem comentários: