sábado, 12 de novembro de 2016

Review: Children Of Yesterday (Scream Of The Soul)

Children Of Yesterday (Scream Of The Soul)
(2016, Independente)
(5.9/6)

De Vila Nova de Famalicão chegam-nos os, até agora, desconhecidos Scream Of The Soul (SOTS). Numa rápida pesquisa pela net ficamos a saber que Children Of Yesterday é já o segundo trabalho do coletivo, seis anos após a estreia Pathfinder. O primeiro, já sabemos, não o conhecemos, por isso, não se pode começar a fazer comparações. E se calhar até é bom que assim seja, porque Children Of Yesterday é tão bom que vale por ele próprio. Curtinho, sete temas em pouco mais de trinta minutos, chega-se ao fim num instante e com pena que acabe tão cedo. Mas, ao mesmo tempo, satisfeitos porque todo o tempo é bem aproveitado. Quer isto dizer que os SOTS não perdem tempo a fazer o que não interessa e não gastam minutos a encher chouriço. Tudo o que está em Children Of Yesterday é porque é bom e tem que lá estar. E o que lá está uma mescla de heavy metal melódico dos anos 80 com rock clássico dos anos 70. Por vezes vêm-nos à memória os In Solitude, embora com uma carga melancólica mais diluída. Os arranjos são perfeitos e a forma como todos os instrumentos interagem de modo a criar sucessivos momentos de interesse é notável. Neste aspeto, permitam-nos uma especial referência a dois aspetos: os teclados, de sentimento retro e com muito soul, inteligentes na forma como são introduzidos e a guitarra solo, que quando se solta (e isso acontece praticamente em todos os temas) se torna verdadeiramente mágica. Children Of Yesterday é um álbum perfeitamente equilibrado e a roçar a perfeição. E para já é uma das maiores revelações deste ano neste segmento. 

Tracklist:
1.      Oblivious Waters
2.      The Exorcist
3.      Snail
4.      Rainbow Knight
5.      Brothers In Heart
6.      Spectrum
7.      Spiritual Leprosy

Line-Up:
Cristiano Silva – guitarras e vocais
André Silva – baixo
Rudi Silva – teclados
Alexandre Vale - bateria

Internet:
Facebook   
Bandcamp   

Sem comentários: