quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Review: House Of Usher (Aeternitas)

House Of Usher (Aeternitas)
(2016, Massacre Records)
(5.7/6)

Desde 2012 que os germânicos Aeternitas têm vindo a trabalhar no seu quarto álbum de originais, mais um disco conceptual, desta feita em torno do conto The Fall Of The House Of Usher (que acabou, também, por inspirar o título do disco) de Edgar A. Poe. Esse trabalho culminou neste conjunto alargado de 15 temas onde os Aeternitas mostram e confirmam porque são um dos maiores expoentes da atualidade nestas coisas de misturar symphonic metal com gothic metal. Majestoso, por vezes bombástico, com muito trabalho ao nível dos coros e dos duetos feminino/masculino (sempre limpo, refira-se) que funcionam na perfeição e arranjos intricados, House Of Husher é um verdadeiro festim para os fãs de Within Tempation, Therion ou Nightwish. E em 15 temas há tempo e lugar para experimentar um pouco de tudo: desde momentos mais calmos e melódicos (Madeline ou The Haunted Palace, por exemplo), até coisas bem pesadonas e obscuras (Roderick é o melhor exemplo, mas há outros como Fear), passando por cenários absolutamente góticos com bastante eletrónica envolvida (Tears), velocidade estonteante cruzada com melodia (Falling Star) e até dedilhados acústicos que poderiam fazer parte de qualquer disco dos Blackmore’s Night (a já referida The Haunted Palace). House Of Usher tem, no entanto, um ligeiro problema – demasiado longo. O álbum vai em crescendo até atingir o seu expoente máximo de interesse e qualidade na secção compreendida entre Forbidden Love e Buried Alive (uma das melodias melhor conseguidas). E, se calhar, com exceção de Falling Star, deveria terminar aí, porque depois começa a decair. Seja pelo cansaço provocado por quase uma hora de música, seja por outro motivo qualquer, a verdade é que a ponta final de House Of Usher não consegue agarrar como o restante álbum. O que é pena, porque este é, afinal, um disco com suficientes argumentos para se impor no seu espetro sonoro.

Tracklist:
1. Le Coeur
2. House Of Usher
3. The Prophecy
4. Roderick
5. Madeline
6. Fear
7. Forbidden Love
8. The Haunted Palace
9. Tears
10. Buried Alive
11. Can You Hear The Demons
12. The Fall
13. Falling Star
14. Open Your Eyes
15. Ethelred

Line-Up:
Alma Mathar - vocais
Oliver Bandmann - vocais
Alexander Hunzinger - guitarras
Anja Hunzinger - teclados
Daniel T. Lentz – guitarra solo
Stefan Baltzer - baixo
Frank Mölk – bateria

Internet:
Website   
Facebook   
Twitter   
Youtube   
Spotify   

Edição: Massacre Records   

1 comentário:

Swonkie disse...

Olá :) Enviamos um convite para o teu email.
Contamos contigo? :)