segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Review: Bandzilla Rises!!! (Bandzilla)

Bandzilla Rises!!! (Bandzilla)
(2016, Independente)
(5.5/6)

Richard Niles é o nome por trás deste projeto chamado Bandzilla que nos surpreende com o álbum Bandzilla Rises!!! O que aqui temos é um ensemble de 25 músicos que tocam desde saxofone a trombone, desde trompete a flautas, desde marimba a percussão. Isto para além dos instrumentos mais tradicionais, chamemos-lhes assim – guitarra, baixo, piano, bateria, sintetizadores. Só vocalistas são nove e solistas são sete! Um projeto ambicioso que resulta numa sonoridade refrescante que assenta nas big bands ou no jazz novaiorquino, embora o funk, o soul e até música hispânica estejam presentes. Bandzilla Rises!!! é caraterizado por um conjunto de soberbos vocalistas com um desempenho surpreendente (ouçam, por exemplo o inicio de Tip For Toreador e deliciem-se!) e por um exuberante trabalho ao nível dos sopros que incute um swing e groove deveras fantástico. Em termos musicais, este disco tem muitas surpresas, embora quase sempre associadas ao mesmo registo. Ainda assim, há dois instrumentais, Compassion’s In Fashion e The 5th Elephante, este a entrar por campos da escola brasileira do jazz. Noutra direção, Love Don’t Mean A Thing remete-nos para o rock ‘n’ roll dos anos 50, enquanto Tip For Toreador nos conduz até à fiesta brava espanhola, com fortes recursos arábicos. Já Stone Jungle representa a fação deste disco mais orientada para o funk, embora o solo de teclados (sensacional, diga-se!) se situe mais em campos do jazz. Por falar em solos de teclados, outro destaque para o espantoso solo de piano em This World Is Mine, naquele que deverá ser o melhor tema do álbum. Para o final, em Welcome To My World e Talkin’ In Whispers o soul prevalece, mas são temas claramente menos exuberantes, e consequentemente menos interessantes. Bandzilla Rises!!! é um disco inovador, com bastantes boas ideias, embora por vezes pareça que têm algumas dificuldades em terminar as músicas, prolongando-as em demasia. De resto, é um disco com arranjos exuberantes onde a dose de improvisação está muito presente.

Tracklist:
1.      Bandzilla Rises!!!
2.      Live As One
3.      You Can’t Get There From Here
4.      L. A. Existential
5.      This World Is Mine
6.      Compassion’s In Fashion
7.      Stone Jungle
8.      The 5th Elephante
9.      The Alligator From West 15th
10.  Love Don’t Mean A Thing
11.  Welcome To My World
12.  Talkin’ In Whispers
13.  Tip For Toreador
14.  Why Is This World So Strange?

Line-up:
Kim Chandler, Randy Brecker, Leo Sayer, Baskerville Jones, Lamont Dozier Jr., Julia Zuzanna Sokolowska, Daisy Chute, Paola Vera e Richard Niles - vocalistas
Randy Brecker, Nigel Hitchcock, Mark Nightingale, John Thirkell, Steve Hamilton, Clarice Assad e Richard Niles - solistas
John Thirkell - trompete
Mark Nightingale - trombone
Ed Barker, Tini Thomasen, Michael Parlett - saxofone
Garrett Wolfe – baixo
Ian Palmer – bateria
Adam Kaplan – flauta
Kurk Hamernick – percussão
James Beauton – marimba
Steve Hamilton – teclados
The Goat – sintetizadores
Alexander Niles – piano
Richard Niles – guitarras

Internet:
Website   
Facebook   
Twitter   
Youtube   

Sem comentários: