terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Review: The Blackened Heart (Enbound)

The Blackened Heart (Enbound)
(2016, Inner Wound Recordings)
(5.6/6)

Há cinco anos atrás os suecos Enbound andavam no ouro com And She Says Gold; passados cinco anos o seu coração enegreceu de tal forma que surge The Blackened Heart. Uma  coleção de dez temas de heavy metal up tempo, carregados de guitarras e riffs fortes e melodias muito trabalhas e nem sempre totalmente óbvias a uma primeira audição. Por vezes modernos e contemporâneos, como em Give Me Light; outras vezes mais clássicos, como em Feel My Flame, com um sensacional solo de baixo; outras, ainda, numa mistura de força e sensibilidade como em They Don’t Really Know – com piano e dedilhados acústicos em permanente evolução, em crescendo até à reação explosiva. Mas é a partir de Crossroad/Get Ready For que os suecos começam a abrir o livro, a melhorar no capítulo melódico, na complexidade dos arranjos e na criatividade dos solos. O que fica provado com The Blackened Heart é que os Enbound são um nome a ter em conta no metal melódico pela sua capacidade de abordarem esse segmento através de diferentes prismas.

Tracklist:
01. Falling
02. Give Me Light
03. Crossroad
04. Get Ready For
05. Feel My Flame
06. Twelve
07. Holy Grail
08. HIO
09. They Don't Really Know
10. Make You So Unreal

Line-up:
Lee Hunter - vocais
Swede - baixo
Marvin Flowberg – guitarras 
Mike Cameron Force – bateria

Convidados:
Linnéa Wikström – vocais em Falling
Mike LePond - bass solo em Feel My Flame

Internet:
Website   
Facebook     

Edição: Inner Wound Recordings   

Sem comentários: