RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: Tornado (Barry White Gone Wrong)

Tornado (Barry White Gone Wrong)
(2017, Independente)
(6.0/6)

Barry White, todos o saberão, foi um compositor e cantor soul e disco falecido em 2003. Mas, se alguma vez, esteve errado – e deve ter estado algumas, como toda a gente! – parece que só este novo coletivo nacional o sabe. Piadas sobre o curioso nome da banda Barry White Gone Wrong, à parte, a realidade é que este trabalho homónimo é um disco curto mas marcante. Sem preconceitos de qualquer espécie, o quinteto atira-se sem rodeios ao blues, ao soul, ao country, ao rock, ao punk. E o resultado é um conjunto de temas que bem poderiam ter sido escritos por Pedro Abrunhosa, Bob Wayne, The Doors, Bob Dylan, The Clash ou Leonard Cohen. De facto, se a abertura rockeira e retro de Plastic Ocean nos remete para Bob Dylan ou mesmo The Doors, o final com Black Out Alert é um funky primoroso com coros soberbos que tanto pode vir de Abrunhosa como de Prince. Pelo meio há toda uma panóplia de estilos para descobrir e deliciar, sempre com um nível muito alto de qualidade quer nas composições quer nas execuções e onde a voz grave de Peter de Cuyper se revela um elemento fundamental na magia geral da banda. Os Barry White Gone Wrong eram, para nós, um nome desconhecido, mas com Tornado vão deixar bem marcado o seu nome no panorama musical nacional. 

Tracklist:
1.      Plastic Ocean
2.      Happy Not
3.      Chill Pill 2
4.      Tornado
5.      Dynamite
6.      Instead
7.      On The Road
8.      Black Out Alert

Line-up:
Peter De Cuyper -  vocais
Ivo Xavier – baixo
Pedro Frazão – bateria
Mário Moral – guitarras
Miguel Décio – guitarras e vocais

Internet:
Facebook   
Website    

Comentários