Review: Ritus (Florian Grey)


Álbum | Ritus
Artista | Florian Grey    
Edição | Echozone    
Ano | 2018
Origem | Alemanha
Género | Gothic rock, symphonic dark rock
Highlights | Bluecifer (We Out Here), Bereft, My Babylon, Growing Colder, Relief, A Cold Days Night, Blood In A Shell
Para fãs de | HIM, Poison Black, The 69 Eyes, The Mission, Fields Of The Nephilim, The Sisters Of Mercy, The Cult
Apreciação
Depois de Gone, Florian Grey volta aos discos com uma coleção de temas que difere um pouco da sua estreia. Ritus é mais pesado e barulhento, mas não perde pitada das suas envolvências negras e melancólicas. Elementos diferenciadores – eletrónica, guitarras acústicas, groove, experimentação, densidade metálica - são sucessivamente introduzidos, de modo que todo o disco seja de audição agradável. Assim, Ritus não cai em repetições nem se rege pelos estereótipos do género. [87%]

Tracklist
1.      Bluecifer (We Out Here)
2.      Until We Go Down
3.      Bereft
4.      My Babylon
5.      Growing Colder
6.      Glimmer (Save Me)
7.      Relief
8.      Paraphrase
9.      The Unknown Pleasure
10.  A Cold Days Night
11.  Blood In A Shell
12.  Catharsis (Closing Ceremony)

Line-up
Florian Grey - vocais
Von Marengo - guitarras
Simon Zlotos – teclados e baixo
Yannik Bockelmann - bateria



Comentários