sábado, 7 de junho de 2014

Review: Dead Bouquet (Levities)

Dead Bouquet (Levities)
(2014, Raging Planet/Ethereal Sound Works)
(5.2/6)

Os Levities são mais um coletivo punk rock de Lisboa a estrear-se nas edições discográficas com Dead Bouquet (logo aqui a surgir a utilização da língua inglesa como a principal novidade em relação aos seus pares e companheiros de editora (s)). Sim, trata-se de um disco dividido entre duas das mais profícuas labels nacionais e que, ultimamente têm assinado algumas das mais interessantes propostas do fervilhante cenário rock nacional. Onde muito bem se enquadram os Levities. Álbum curto, muitos temas (14) revelam a principal característica: micro descargas enérgicas de um punk rock substancialmente diferente do habitual porque muito misturado com grunge e até com dark rock. A sonoridade é muito agreste, crua e pouco polida e os vocais lineares e arranhados. Tudo conjugado para um pouco mais de meia hora de explosões sujas apesar da tentativa (muito bem conseguida diga-se) de inclusão de linhas melódicas e alguns solos. Naturalmente este não é o desiderato principal neste género, mas resulta muito bem, adocicando um pouco a crueza da sonoridade geral. Crueza que acaba por ser mais notória nos dois primeiros temas e nos últimos deixando para o meio do álbum o trabalho de exploração de outras sonoridades, as tais mais ou menos melódicas. Little Do They Know, Let It Burn, Metal Chain, No Home e Black Book são os expoentes máximos num disco que cruza de forma muito competente Black Flag, The Stooges, Nirvana e até The Jesus And Mary Chain. São os momentos acima de um conjunto de hinos à espera de serem vociferados cheios de garra e atitude em palco. Porque foi para isso que eles foram feitos. Sem margem para dúvidas.

Tracklist:
1.      Chosen One
2.      Killed On Valentine’s
3.      Split Lip
4.      Little Do They Know
5.      Slit My Tongue
6.      Metal Chain
7.      Swing
8.      Let It Burn
9.      No Home
10.  Black Book
11.  Slay
12.  Flag
13.  Fun No Fun
14.  Mound Of Venus

Line-up:
Bruno Machado – vocais e guitarras
Sofia Nunes – guitarras e vocais
Tiago Marques – baixo e vocais
Tiago Sérgio – bateria

Internet:

Sem comentários: